AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Emoções

Persistência ou teimosia

No meu último post, falei como eu me sinto em relação à expectativa da cura. Um comentário feito pelo Jota me fez pensar num outro aspecto: sobre a EM ser parte de minha identidade.  Quando tive o diagnóstico, fui forçada à incorporá-la na minha vida, não tive escolha. Ela então passou a fazer parte da

Ler Mais

A EM não pode me impedir

Amanhã, ultima quarta feira do mês de maio, é o dia internacional da EM, data para discutirmos sobre temas ligados à EM, difundirmos conhecimento. Este ano, o tema proposto é "A EM não pode me impedir".  Pra mim, a EM não pode me impedir de absolutamente nada. Minhas limitações podem

Ler Mais

Quando tive o diagnóstico

Texto enviado por Fernanda Maria Marussi – 24 anos – Guarulhos (SP)   Olá, Amigos Múltiplos! Me chamo Fernanda e minha história como esclerosada começou ano passado, mais precisamente no dia 09 de fevereiro de 2015, uma semana antes de reiniciarem as tão esperadas aulas na faculdade. Me lembro que na

Ler Mais

Carta a meu filho

Meu filho querido, Você sabe, porque já te contei, que eu soube da vida que crescia em mim na mesma manhã ensolarada em que ela foi plantada. Você deve estar lembrado também que ainda hoje, tanto tempo depois, posso sentir teus pezinhos nas minhas costelas quando te guardava quentinho dentro de

Ler Mais

Quais mudanças eu promovo em minha vida?

Muitas palavras rascunhadas…diversas vezes apagadas! Quase meia hora depois e a tela do computador começa a sinalizar a pouca bateria… Penso, repenso e nada! Gostaria de ser mais cronológico e fazer deste meu primeiro post na AME um relato pessoal do meu diagnóstico. Comumente associamos o desabrochar de uma nova

Ler Mais

Paula no divã

Foi muito difícil escrever algo, rascunhei muito… Na minha cabeça várias palavras surgiam e sumiam em uma velocidade inacreditável, perdiam formas e sentidos… Meus pensamentos na hora de escrever meu primeiro pra AME ficaram completamente vagos. Mas vamos lá tentar pela milionésima vez:   Desde muito jovem aprendi que doenças

Ler Mais

Angústias traduzidas…

  Pior é que eu berrei. Berrei com o pior tipo de desespero do mundo. Meu silêncio, meu conformismo, minha aceitação, minha quase maturidade. Eu tenho a impressão que a hora que eu chorar, vai ser das coisas mais tristes do mundo. (Tati Bernardi) No dia 02 de abril, minha parceria com

Ler Mais