5 alimentos antiinflamatórios que te ajudarão a aliviar suas dores

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Confira também dicas para incluir estes alimentos superpoderosos em sua dieta e ajudar a aliviar suas dores

 

Você deve ter notado que sua dor aumenta depois de comer certas refeições. Isso porque a comida pode ter um papel no agravamento ou redução da inflamação.

A inflamação é parte da resposta imune natural do corpo. Infecções, feridas e danos aos tecidos não seriam capazes de curar sem ela.

Mas a inflamação também causa muito desconforto, dor, vermelhidão, inchaço e calor.

Manter o mínimo de inflamação é especialmente importante para pessoas com dor crônica ou condições auto-imunes, como a esclerose múltipla. Na verdade, a inflamação não apenas pode aumentar a rigidez das articulações e exacerbar a dor, mas também pode acelerar a progressão da doença.

Em vez de buscar um medicamento antiinflamatório, aqui estão cinco alimentos calmantes que podem reduzir a inflamação e tornar a dor mais controlável.

1. Pimentas

Experimente adicionar pimenta à sua dieta se você sentir dores nas articulações.

A capsaicina, o composto da pimenta que deixa a boca quente, produz um efeito antiinflamatório e possui propriedades potencialmente antioxidantes.

As pimentas também estão repletas de vitaminas B6 e C, bem como potássio, fibra e beta-caroteno, que seu corpo transforma em vitamina A. Acredita-se que os pigmentos vermelho e laranja das pimentas, chamados carotenóides, protegem contra o câncer também.

Benefícios das pimentas:

  • reduz a inflamação
  • promove a saúde do coração e dos pulmões
  • ajuda a equilibrar o seu metabolismo

Experimente: Incremente seus pratos favoritos com pimenta jalapeño, habanero, pimenta-caiena, serrano e cereja. Mesmo pimentões funcionam se você preferir um sabor mais suave.

É bom lembrar: Pimentas picantes podem causar indigestão, especialmente se elas não costumam fazer parte da sua dieta.

2. Cúrcuma

A cúrcuma é uma especiaria ousada de um amarelo alaranjado que torna o curry tão colorido (e delicioso). Mas também é um ótimo alimento para incorporar em sua dieta para reduzir a inflamação.

“A cúrcuma foi considerada tão eficaz na redução da inflamação quanto alguns medicamentos antiinflamatórios, graças ao composto curcumina”, diz Erin Palinski-Wade, autora de “Gordura da barriga para leigos”.

A curcumina é o principal ingrediente ativo da cúrcuma. Foi descoberto que ela tem efeitos antiinflamatórios poderosos e é um antioxidante muito forte. Corresponde à eficácia de alguns medicamentos anti-inflamatórios, mas sem os efeitos colaterais. Ela faz isso bloqueando a molécula que se move para os núcleos das células e ativa genes relacionados à inflamação.

Benefícios da cúrcuma:

  • anti-inflamatório
  • contém antioxidantes, que são essenciais para a saúde

Experimente: A cúrcuma é muito utilizada na culinária indiana e do sudeste asiático. Você também pode usá-la em molhos para salada, sopas ou em seus próprios tônicos e vitaminas antiinflamatórios.

É bom lembrar: A cúrcuma contém oxalato. Quando consumido em altas doses, o oxalato pode contribuir para as pedras nos rins. Além disso, nem toda cúrcuma comercial é pura. Algumas podem ter aditivos que não são tão benéficos.

3. Alho

O alho não é apenas delicioso – pode reduzir a inflamação de dores nas articulações. Isso acontece graças aos compostos de enxofre antiinflamatórios encontrados no alho.

O alho faz parte do gênero Allium, que é conhecido por sua produção de compostos organossulfurados. Quando extraídos e isolados, esses compostos apresentam um amplo espectro de benefícios contra infecções microbianas. Eles também promovem a saúde cardíaca, combatem o câncer e aliviam a inflamação.

Benefícios do alho:

  • anti-inflamatório
  • ajuda a manter o coração saudável
  • contém propriedades anticâncer

Experimente: Adicione alho e ervas a qualquer refeição saborosa, molhos para salada ou outros molhos.

É bom lembrar: O alho pode produzir hálito ou odor corporal desagradáveis, azia ou gases.

4. Cerejas

As cerejas têm compostos conhecidos como antocianinas. Esses são antioxidantes que atuam no alívio da dor. A pesquisa mostra que os antioxidantes no suco de cereja podem reduzir a dor e a inflamação da osteoartrite.

As cerejas são uma fonte rica em polifenóis e vitamina C, ambos com propriedades antioxidantes e antiinflamatórias.

Benefícios das cerejas:

  • anti-inflamatório
  • aumenta a imunidade
  • regula o seu metabolismo

Experimente: Tanto as cerejas azedas quanto as doces são deliciosas sozinhas, mas você também pode tentar incorporar o suco de cereja em sua dieta, que tem efeitos semelhantes.

É bom lembrar: Como as cerejas contêm fibras, comer demais pode causar inchaço, gases e diarreia.

5. Salmão

O salmão está repleto de ácidos graxos ômega-3. Os ômega-3 interferem nas células do sistema imunológico chamadas leucócitos e nas enzimas chamadas citocinas, que são os principais responsáveis ​​pela inflamação. Os ácidos graxos ômega-3 interrompem o processo antes mesmo de começar.

Pesquisas também mostram que as pessoas que comem peixe regularmente, especialmente peixes gordurosos, como o salmão, têm menos probabilidade de desenvolver AR. Aqueles que já têm AR relatam uma redução no inchaço e na dor das articulações ao incorporar o salmão em sua dieta.

Benefícios do salmão:

  • anti-inflamatório
  • rico em proteína
  • contém antioxidantes

Experimente: Use salmão enlatado no lugar do atum ao fazer a salada de atum. Cozinhar salmão para um almoço ou jantar delicioso também é essencialmente à prova de erros.

É bom lembrar: Os ácidos graxos, embora benéficos, têm efeitos colaterais potenciais. Doses altas de ômega-3 podem causar problemas digestivos, aumentar o risco de sangramento e afetar a pressão arterial.

Alimentos a evitar

Comer menos – ou eliminar da sua dieta – alguns alimentos que podem exacerbar a inflamação também pode ajudar.

“Quando você consome mais açúcares adicionados do que o corpo pode processar de uma vez, aumenta a liberação de compostos pró-inflamatórios, citocinas, e pode elevar o biomarcador inflamatório da proteína C reativa”, diz Palinski-Wade.

A escolha de carboidratos fibrosos e ricos em nutrientes em vez de carboidratos refinados e processados ​​pode ter um efeito na redução da inflamação. Opte por alimentos com baixo teor de sódio também. O excesso de sódio na dieta pode levar à retenção de água, o que pode aumentar a dor nas articulações.

 

Fonte: Healthline

Tradução e adaptação: Redação AME – Amigos Múltiplos pela Esclerose

Explore mais