Resgatar a atenção na vida cotidiana pode ajudar a gente a sofrer menos.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

A atenção plena é a capacidade de resgatarmos de forma voluntária a percepção momento a momento, de nossos pensamentos, emoções e sensações, com atenção e curiosidade, estando presentes em cada ação.

Ela nos ajuda a escolher responder ao que nos acontece com base na análise e na reflexão e sempre será mais positivo do que reagir, principalmente em situações de risco.

O resgate da atenção, nos ajuda a ter uma visão mais ampla, mudando a maneira que as experiências são percebidas, incluindo os conflitos e problemas. Deste modo, muda também nossa forma de encontrar uma solução para os nossos problemas, nos trazendo mais autonomia na hora de agir.

Viver de forma consciente, andar de forma consciente, comer de forma consciente, trabalhar de forma consciente…

Cultivar o resgate da nossa atenção a cada momento pode nos ajudar a viver com mais consciência, atentas às nossas experiências e vivências, para que possamos encarar a vida com um maior equilíbrio emocional.

Podemos escolher colocar a atenção, foco e a nossa energia onde realmente importa!

Essas atitudes nos ajudam a nos relacionarmos de uma maneira mais lúcida com nossas experiências, principalmente às que não gostamos.

Resgatemos a nossa atenção ao presente!

Uma boa gestão emocional nos ajuda a adquirir conhecimentos e habilidades necessárias para entender e gerir as emoções que aparecem de maneira equilibrada e positiva e podendo levar este equilíbrio e controle para as áreas de nossas vidas através de atitudes e decisões mais responsáveis.

Nos ajuda a compreender melhor o que sentimos, e através disso, direcionamos melhor nossa energia para encontrar a solução mais adequada, promovendo um maior autoconhecimento, o gerenciamento das emoções e sentimentos, a autoconfiança, a automotivação e a consciência social, que contribuem para que possamos atingir nossos objetivos e nos relacionar melhor conosco e com o mundo que nos cerca, acima de tudo com respeito.

Mas, então, o que precisamos desenvolver?

  • Consciência de nós mesmas;
  • A gestão de nós mesmas;
  • Uma consciência social;
  • E a capacidade de nos relacionarmos de forma saudável.

A meditação pode ser uma excelente ferramenta e nos ajudar no cultivo da atenção, momento a momento!

Separamos aqui uma prática para te ajudar nesse caminho:

Pausa do minuto

Feche os seus olhos e inspire profunda e lentamente… vá soltando o ar bem devagar e concentre-se nos movimentos que a respiração fazem no seu peito, por alguns instantes. Tente não pensar em mais nada. Se os pensamentos insistirem em aparecer, receba-os e deixe-os ir, voltando a focar unicamente nos movimentos da sua respiração.

Faça isso por um minuto.

Use essa prática ao longo do dia, entre uma tarefa e outra.

Ao reconhecermos o nosso mundo interno e treinarmos a concentração, temos uma maior capacidade de manter o foco de nossa atenção em cada tarefa que nos propomos a fazer.

Convivemos com muitos estímulos e demandas que tem roubado a nossa atenção, como telas, redes sociais, bombardeios de notícias, demandas que surgem como o ar que respiramos, excesso de expectativas irreais sobre nós mesmas (os)…tudo isso atrapalha o nosso foco, principalmente, no que importa para nós mesmas.

Se não temos a capacidade de escolher aonde colocar nossa atenção, nos perdemos na enxurrada de informações que chegam para nós e deixamos de lado o que, de fato, precisamos fazer.

Como tudo na vida, para se ter um bom foco, nós precisamos treiná-lo, afinal de contas, a nossa realidade está diretamente ligada aonde colocamos a nossa atenção.

Onde você tem colocado a sua atenção? Você tem olhado para o que realmente importa para você?

Redação AME.


Sua ajuda vale muito!

Publicamos todos os dias matérias e conteúdos exclusivos sobre saúde, doenças crônicas, qualidade de vida e formas de manejar melhor seu dia a dia. Realizamos pesquisas para entender o que pode tornar a vida de pessoas com condições crônicas mais fácil. Realizamos cerca de 3.000 acolhimentos de pacientes por mês. Lutamos por melhores direitos promovendo o trabalho de advocacy em saúde de ponta a ponta. Tudo isso, com uma equipe pequena, formada por pessoas que vivem alguma condição crônica de doença e/ou deficiência, e que dedicam integralmente seu tempo a levar melhor informação a você.

Acreditamos que a #InformaçãoÉOMelhorRemédio e, para que  possamos manter (e melhorar) a qualidade do nosso trabalho, precisamos também da sua ajuda. Quanto custa ajudar a melhorar o mundo de quem tem uma doença crônica?!

Ajude a fortalecer o nosso trabalho clicando aqui!

Explore mais

homem branco de camisa de botão azul escura, barba branca, inclinado para frente com as mãos nos joelhos
Qualidade de Vida

Respiração ofegante: quando a EM ataca seus pulmões

A esclerose múltipla pode afetar negativamente a função pulmonar, levando a sérios problemas respiratórios. Veja o que fazer: Entre as muitas possíveis complicações da esclerose