Conheça mais sobre o projeto social “Jantando na Rua”

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Conheça mais sobre a iniciativa “Jantando na Rua”, parte do projeto de responsabilidade social realizado pela equipe da AME/CDD

Em outubro, a AME participou da ação social “Jantando na Rua”. O projeto social é uma iniciativa dos alunos de Gastronomia da FAM, os estudantes e professores se voluntariam e promovem a distribuição de refeições para a população carente na região central de São Paulo. A preparação das receitas acontece sempre nas cozinhas do curso de Gastronomia e nesta edição entregamos 200 porções de um delicioso Baião de Dois.

Responsabilidade Social

Nosso apoio começou quando revertemos todo o lucro obtido com a venda das canecas do “Agosto Laranja” em prol ao projeto. O “Jantando na Rua” é uma ação criada pelo coordenador do curso de Gastronomia, o Chef Marcelo Malta. Fizemos essa parceria com o curso como a primeira ação social da nova área de Responsabilidade Social da AME.

Essa ação foi idealizada dentro dessa nova área, pela Priscilla San Martin Elexpe Cardoso, a nossa Coordenadora de Projetos Sociais. “A fome é uma situação crônica. Dói, machuca, entristece, adoece… Estar nesse projeto é poder diminuir a dor de quem está nas ruas e não tem o básico para sobreviver. É poder sorrir com o sorriso e alívio de quem pega o prato de comida das nossas mãos”, comenta Priscilla San Martin Elexpe Cardoso, Coordenadora de Projetos Sociais na AME/CDD e idealizadora da ação. “Estar nesse projeto, é se colocar no lugar do outro e trabalhar para que a dor dele não seja tão presente, tão intensa. Pudemos ver crianças brincando depois de comer, felizes, com energia, esquecendo por um segundo de algo que o dia inteiro os perturbaram. Projeto incrível de pessoas incríveis, para seres incríveis, que merecem amor em forma de alimento”, conclui.

Entre as pessoas da equipe AME/CDD que marcaram presença na mobilização, está a psicóloga Bárbara Negri Cruz Hagen, Coordenadora de Recursos Humanos das instituições. Para ela, participar do projeto social “Jantando na Rua” foi uma experiência enriquecedora: “Conversamos com moradores em condição de rua, conhecemos seus desejos, necessidades, opiniões e visões. Estar em contato próximo pode ser difícil, mas também uma oportunidade de troca e doação. Pudemos também auxiliar uma jovem a ser levada ao abrigo pelo serviço da prefeitura. Estávamos rodeados de pessoas especiais, unidas pelo propósito de levar alimento e carinho às pessoas em condição de rua da região do MASP.”

A fome no Brasil

Infelizmente, a fome está muito mais próxima do que imaginamos. De acordo com pesquisa realizada pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional, a fome avançou no Brasil em 2022 e atinge 33,1 milhões de pessoas. Durante o evento, o Gerente de Operações da AME/CDD, Adilson do Amaral Rodrigues, presenciou a realidade de que a fome se estende para muito além dos moradores de rua. “Muitos trabalhadores da região também participaram da ação. Como motoboys de aplicativos de delivery que estavam sem comer. Ou seja, ele entrega comida para os outros, mas não tem o que comer. É muito triste”.

A ideia é aumentar a atuação da AME em projetos sociais, tornando cada vez mais frequentes esses momentos de acolhimento e solidariedade, como foi o “Jantando na Rua.”

Ações como essa tem um impacto direto em uma realidade difícil que é a fome. “Esse tipo de ação alimenta a alma! É ajudar ao próximo, sem pedir nada em troca e isso não tem preço. Se cada um fizer um pouquinho, com certeza teremos um mundo melhor”, conclui Rodrigues.

Explore mais

Medicação

O que é interação medicamentosa?

A interação medicamentosa acontece quando uma substância afeta a forma como um medicamento se comporta no corpo. As substâncias que podem causar interações são outros