AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Especialistas destacam o impacto do sal em pessoas com EM e artrite reumatóide

Especialistas destacam o impacto do sal em pessoas com EM e artrite reumatóide

Dr. Margarita Dominguez-Villar, pesquisadora associada do Departamento de Neurologia da Escola de Medicina de Yale afirmou que “os experimentos sugerem que o sal pode ter um papel importante no desenvolvimento da esclerose múltipla.” 

Estes dados foram apresentados na palestra de abertura “Sal da Vida”, durante o Congresso Nacional da Sociedade Espanhola de Reumatologia (SER). 
Dominguez-Villar observou que “o estudo focou-se na análise do papel do cloreto de sódio (NaCl) na geração de células Th17 tanto em experiências in vitro com células de dadores saudáveis​​, como in vivo, num modelo animal (EAE) utilizado rotineiramente para estudar a esclerose múltipla (EM)”. 
"Os resultados do estudo", acrescentou, "mostram que, in vitro, uma alta concentração de sal favorece a geração de células Th17," células com fenótipo patogênico estão envolvidas, juntamente com células Th1 na patologia de muitas doenças auto-imunes, incluindo a esclerose múltipla. 
O médico alertou que, no entanto, “este estudo só foi testado em animais, sendo assim, para demonstrar o papel do sal na doença é necessário realizar ensaios clínicos em pacientes com esclerose múltipla que controlam a ingestão de sal e ver se a doença apresenta alguma melhora.”
Sal e artrite
O sal também tem sido destaque no estudo conduzido pelo Dr. Loreto Carmona, diretor científico do Instituto de Musculoskeletal Saúde em Madrid. Foi encontrada “uma associação consistente entre artrite reumatóide e grandes consumos de sal. Isso indica que o sal que comemos está relacionado de alguma forma com o desenvolvimento da doença.”
De acordo com o Dr. Carmona, “verificou-se que a inserção do sal no meio de cultura apresentou um número idêntico ao que ocorreu em modelos experimentais de artrite, em fases avançadas”. Ele acrescentou: “No momento, não conseguimos elucidar se o consumo de sal e artrite estão associados, no entanto há mais incidência de artrite reumatóide entre aqueles que consomem mais de 8 gramas de sal por dia do que entre aqueles que consumiam menos de três gramas.”

 

Avempo. Traduzido livremente. Imagem: Creative Commons.

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *