Você convive com a ansiedade? | AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

ENTRE EM CONTATO [email protected]
LIGUE (11) 3181-8266

Você convive com a ansiedade?

Você convive com a ansiedade?

43% de todas as pessoas com esclerose múltipla podem ter algum tipo de transtorno de ansiedade. De acordo com a Associação de Esclerose Múltipla da América , “a ansiedade é talvez o efeito psicológico mais desgastante e subtratada de se viver com a esclerose múltipla”.

A imprevisibilidade da doença e de sua progressão podem dificultar o planejamento da sua vida e a sua vivência. Mudanças emocionais, diz a Sociedade Nacional de Esclerose Múltipla, podem ser parte integrante da doença em si.

Para começar, a maioria de nós não sabe muito sobre a doença quando diagnosticados, e o medo do desconhecido está no topo da lista de ansiedade. Danos nervosos no cérebro, juntamente com alguns medicamentos para EM também podem levar a mudanças emocionais. Ainda de acordo com a Sociedade Nacional de Esclerose Mútlipla,  “em face da esclerose múltipla, as pessoas tendem a se concentrar principalmente em sua saúde física e negligenciam sua  saúde emocional – que é um componente essencial da saúde e bem-estar geral”.

Embora nenhuma abordagem única funcione para todos, aqui estão algumas dicas simples que você pode usar para começar.

 

Sono reparador:

Resolver um distúrbio do sono pode não ser simples ou fácil, mas avaliar o seu sono com o profissional que te acompanha é fundamental.

O distúrbio do sono em pessoas com esclerose múltipla pode levar a uma longa lista de alterações físicas, químicas e emocionais e pode gerar a ansiedade, irritabilidade e depressão . Por uma lista igualmente longa de razões, as pessoas com EM são propensas a perturbações do sono.

Segundo a Sociedade Nacional de Esclerose Múltipla, “estudos sugerem que pessoas com esclerose múltipla podem ter até três vezes mais chances de ter distúrbios do sono do que a população em geral, e cerca de duas vezes mais chances de ter uma qualidade  de sono reduzida  “.

 

Parte disso é o resultado de lesões e danos ao cérebro causados ​​pela EM, que acredita-se perturbar nossos relógios corporais e ciclos de sono-vigília. Adicione isso a pernas inquietas, dor, espasmos e espasticidade .

E parte disso pode ser atribuído à incerteza da vida com a EM.

No entanto, como a ansiedade, o distúrbio do sono, diz a Sociedade, é um “problema muito comum, mas sub-diagnosticado”.

 

Estresse:

Evidências mostram que estar perto da natureza reduz o estresse e reduz os sintomas de ansiedade e depressão, na verdade, sair e interagir com a natureza os reduz ainda mais. E apenas pegar um pouco de ar fresco – espaço verde ou não – pode ser útil também.

Não consegue chegar perto da natureza prontamente? De acordo com a Attention Restoration Theory , estruturas e ambientes criados pelo homem – museus, galerias de arte e até monastérios – podem ter propriedades restaurativas para eles também.

 

Preste atenção à sua respiração:

Técnicas de respiração profunda podem ajudar as pessoas com EM a obterem mais relaxamento. A respiração profunda, diz o American Institute of Stress, pode ajudá-lo a relaxar, diminuir o ritmo cardíaco, diminuir a pressão arterial e reduzir a ansiedade e o estresse.

 

Tome três minutos para si mesmo:

Três minutos, é isso! A meditação de apenas 3 minutos pode ser muito benéfica para você. Existem vários sites e vídeos disponíveis na internet, com acesso gratuito. Vale experimentar!

 

Dê um tempo:

De acordo com a Psychology Today , você pode se ajudar. A autocompaixão – ser gentil com você mesmo e reconhecer que você está fazendo “o melhor que pode para enfrentar” – pode ajudá-lo a lidar com as emoções negativas e permitir que você aborde de outra maneira o estresse psicológico. A pesquisa sugere que atividade física pode reduzir ainda mais o estresse.

 

Procure se manter uma pessoa social:

Tente acompanhar amigos e familiares, se puder. Às vezes, compartilhar seus problemas com alguém que se importa com você – e com você – pode colocar as coisas em uma perspectiva diferente, de acordo com o Multiple Sclerosis Trust, da Grã – Bretanha . Como pode aprender sobre os problemas que ele ou ela está lidando. Agende um café, um almoço, vá ao cinema (uma comédia, se puder … o humor é outra ferramenta para combater a ansiedade e o estresse na EM) ou simplesmente peça-lhe para fazer uma visita.

 

Fonte: https://multiplesclerosisnewstoday.com/2018/02/26/chill-seeker-tips-for-reducing-ms-anxiety/  – traduzido e adaptado – Redação AME.

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS