AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Seu cérebro e as emoções

Seu cérebro e as emoções

Dopamina, serotonina, oxitocina, e endorfina formam o quarteto responsável, quimicamente, pela nossa felicidade. Muitos eventos podem desencadear esses neurotransmissores, mas ao invés de estar no banco do passageiro, existem maneiras através das quais podemos intencionalmente fazê-los fluir.

Sentirmos-nos bem tem impacto significativo sobre a nossa motivação, produtividade e bem-estar. Nenhuma pessoa sã manifestaria oposição em ter níveis mais elevados nessas áreas.

Aqui estão algumas maneiras simples de invadirmos nossos neuroquímicos positivos:

A dopamina

A dopamina nos motiva a agir em direção a metas, desejos e necessidades, e nos dá uma onda de prazer quando conseguimos. Procrastinação, autodúvida e falta de entusiasmo estão ligadas a baixos níveis de dopamina. Estudos em ratos mostraram que aqueles com baixos níveis de dopamina sempre optam por uma opção fácil de alimentação, e muitas vezes de menores quantidades; aqueles com níveis mais altos faziam o esforço necessário para receber o dobro da quantidade de alimento.

Divida grandes objetivos em pequenos pedaços: ao invés de permitir que seu cérebro comemore apenas quando você bate a linha de chegada, você pode criar uma série de pequenas linhas de chegada, para liberar dopamina. E isso é fundamental para realmente comemorar, comprar uma garrafa de vinho, ou ir a seu restaurante favorito sempre que você alcançar um pequeno objetivo.

Ao invés de ficar com uma ressaca de dopamina, crie novos objetivos antes de atingir seu atual. Isso garante um fluxo contínuo de oportunidades para experimentar dopamina. Se você for um empregador e líder, reconheça as realizações de sua equipe enviando aos funcionários um e-mail, ou dando um bônus, isso lhes permitirá ter um aumento de dopamina e consequentemente aumentaram sua motivação e produtividade.

A serotonina

Serotonina flui quando você se sente importante. Solidão e depressão aparecem quando a serotonina está ausente. É uma das razões pelas quais as pessoas se juntam a gangues e atividades criminosas. Essas práticas facilitam a liberação de serotonina. Barry Jacobs, neurocientista de Princeton explica que a maioria dos antidepressivos concentram-se na produção de serotonina.

Refletir sobre suas últimas conquistas significativas permite ao cérebro reviver a experiência. Nosso cérebro tem dificuldade em distinguir entre o que é real e imaginado, por isso produz serotonina em ambos os casos. É outra razão pela qual as práticas de gratidão são populares. Eles nos lembram que somos valorizados e que temos muitas na vida para valorizarmos. Se você precisa de um impulso de serotonina durante um dia estressante, dedique alguns minutos para refletir sobre realizações passadas.

Ao almoçarmos ou lancharmos do lado de fora e nos expormos ao sol por 20 minutos; nossa pele absorve os raios UV que promovem Vitamina D e produzem serotonina. Embora raios ultravioletas não sejam muito bons, manter uma exposição diária é saudável para aumentar os níveis de serotonina.

A ocitocina

A ocitocina cria intimidade, confiança e constrói relacionamentos saudáveis. É liberada por homens e mulheres durante o orgasmo, e pelas mães durante o parto e amamentação. Animais irão rejeitar sua prole se a liberação de ocitocina for bloqueada. A oxitocina aumenta a fidelidade. O cultivo de ocitocina é essencial para a criação de laços fortes e melhores interações sociais.

Muitas vezes referida como o hormônio do afago, uma maneira simples de manter a oxitocina fluindo é dar um abraço em alguém. Dr. Paul Zak explica que toque interpessoal, não apenas aumenta a ocitocina, mas reduz o estresse cardiovascular e melhora o sistema imunológico. Ao invés de apenas um aperto de mão, corra para o abraço. Dr. Zak recomenda oito abraços por dia.

Quando alguém recebe um presente, os seus níveis de oxitocina sobem. Você pode fortificar as relações pessoais através de um presente de aniversário.

Endorfinas

As endorfinas são liberadas em resposta à dor e stress, e ajudam a aliviar a ansiedade e depressão. Semelhante à morfina, a endorfina age como um analgésico e sedativo, diminuindo a nossa percepção da dor.

Junto com o exercício regular, o riso é uma das maneiras mais fáceis de induzir a liberação de endorfina. Mesmo a antecipação e expectativa de riso, por exemplo assistir a um show de comédia, aumenta os níveis de endorfinas. Manter o seu senso de humor no trabalho, encaminhando e-mails engraçados, e encontrando várias coisas para rir durante o dia são uma ótima maneira de manter o médico longe.

Aromaterapias: os cheiros de baunilha e lavanda têm sido associados com a produção de endorfinas. Estudos têm mostrado que o chocolate escuro e alimentos picantes levam o cérebro a liberar endorfinas. Mantenha alguns óleos perfumados e um pouco de chocolate escuro em sua mesa para conseguir um impulso rápido de endorfina.

É tudo uma questão de entrar no banco do condutor da vida. Ao invés de esperar para a felicidade aparecer magicamente, estas estratégias irão funcionar como um catalisador útil na criação de hábitos pró-ativos para mais felicidade na vida.

Veja a matéria original no site O Segredo

Finer Minds РTradṳ̣o O Segredo

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *