Programas de atendimento a pacientes de Esclerose Múltipla

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Conviver com a Esclerose Múltipla é complicado. A doença pode causar sequelas e impactos enormes na vida de quem convive com este diagnóstico. O acesso e manutenção de tratamento e medicamentos também pode ser um desafio. A superexposição a informações equivocadas em redes sociais e a dificuldade de acesso a informação de qualidade também são desafios para manter o tratamento para EM em ordem.

Por isso, algumas empresas do setor farmacêutico investem em programas de atendimento aos pacientes, para ensinar sobre o uso correto do medicamento, dar suporte a possíveis dúvidas e problemas de manuseio, fornecer material para armazenamento e transporte, além de material sobre a doença e o tratamento.

A AME falou com as farmacêuticas Bayer, Biogen, Merck, Novartis, Roche, Sanofi, EMS e Teva para saber o que cada uma dessas companhias oferece e reunir todas as informações atualizadas sobre seus programas.

BAYER – Na Bayer existe o Betaplus™, serviço de apoio personalizado que atende aos usuários do Betaferon (betainterferona 1b) e fornece informações sobre o medicamento e o tratamento, além de materiais de apoio para o transporte e a utilização do remédio. O paciente deve ligar no 0800-702- 0605 para obter o código de cadastro e ter acesso aos serviços do Betaplus™ no site Esclarecimento Múltiplo.

O programa foi criado em 1997. É exclusivo e gratuito a pacientes, familiares e médicos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h45, com atendimento domiciliar realizado por profissionais da saúde, informações gerais sobre o preparo e aplicação do medicamento.

BIOGEN – A empresa oferece, desde 2008, o Programa BIA, com suporte a pacientes que usam Avonex, Tysabri, Fampyra e Tecfidera, seus familiares e cuidadores. Uma equipe com enfermeiros, psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas esclarece dúvidas sobre o tratamento de forma individualizada.

Para participar é necessário ter prescrição médica de medicamentos da Biogen e autorizar a participação. A central de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, pelo telefone 0800-242- 0000 ou por e-mail bia@biogen.com

MERCK – A empresa tem dois Programas de Suporte ao Paciente com EM o PAP e o Adveva com muitas semelhanças.

PAP – Programa de Atendimento Personalizado para usuários de Rebif (betainterferona). O programa oferece Acompanhamento de enfermagem; Rodas de conversa entre pacientes; Material informativo; Central de Atendimento (ver abaixo)

Adveva – Para usuários de Mavenclad (cladribina) oferece: Acompanhamento de enfermagem; central de atendimento (ver abaixo); material informativo; Portal Adveva.

O cadastro para PAP e Adveva pode ser feito via WhatsApp pelo número 0800 888 1414

O acompanhamento de enfermagem pode ser domicílio, online ou por telefone. Os programas oferecem também suporte de material como bolsa térmica, placas de gelo, caixas de perfurocortante (coletor), diário de tratamento, auto aplicador e materiais informativos.

NOVARTIS – A farmacêutica lançou o programa Bem Estar para usuários de Gilenya (fingolimode) e Kesimpta (ofatumumabe). O programa busca acompanhar o usuário desde o diagnóstico até a adesão ao tratamento, oferecendo: Acompanhamento e instrução de uso do medicamento; Suporte ao monitoramento da primeira dose; Envio de materiais de suporte e acolhimento; Exames anuais de monitoramento para pessoas cadastradas (sujeito a elegibilidade); Auxílio com a documentação de solicitação do medicamento; Central de atendimento (ver abaixo); Acompanhamento do tratamento.

Central de atendimento 0800 020 7758 Segunda a sexta-feira, das 9h às 21h

ROCHE – Usuários de Ocrevus (ocrelizumabe) tem acesso ao Programa V.E.M Seguir, além de informações sobre a doença, qualidade de vida e bem-estar, o programa oferece: Subsídios nas infusões do ocrelizumab; Carteira de descontos em medicamentos.

Maiores informações pelo telefone 0800 870 0001 e pelo site.

SANOFI – Na Sanofi, quem toma teriflunomida (Aubagio) e alemtuzumabe (Lemtrada) pode participar do Programa Viva, plataforma unificada de serviços. O programa oferece: Auxílio a exames; Auxílio infusão; Kits de boas-vindas; Ações de suporte ao paciente e família; Material informativo; Consultor de acesso; Tira dúvidas com enfermeiros.

O Viva também oferece outros benefícios conforme critérios, como assistência psicológica, atendimento nutricional e serviço social.

Maiores informações através do WhatsApp (11) 99333 9719, pelo telefone 0800 7030014 de segunda à sexta das 8h às 18h ou pelo site.

TEVA – O Programa de Suporte a Pacientes TevaCuidar atende exclusivamente, desde 2004, pacientes com EM que receberam prescrição para o uso do Acetato de Glatirâmer, imunomodulador produzido e comercializado pela empresa.

O programa fornece educação continuada sobre o seu tratamento com imunomodulador, cuidados com a pele,  manejo de possíveis eventos adversos e Kit de apoio para o manejo de sua condição de saúde. Uma equipe composta por profissionais de saúde, como enfermeiras e farmacêuticas está disponível para discutir sobre experiências, necessidades e fornecer informações sobre o como a EM, por e-mail, telefone ou encontro virtual.

Esse atendimento é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, pelo site do programa, pelo telefone (e WhatsApp) 0800-772- 2660 ou por e-mail tevacuidar@tevabrasil.com.br.

EMS – A farmacêutica que comercializa o cloridrato de fingolimode EMS, disponibiliza o programa Em Frente para dar suporte e acolhimento à seus usuários. O Em Frente disponibiliza: Suporte com orientações a respeito da retirada da medicação no SUS; Contato com profissionais de saúde especializados para dúvidas simples e apoio à adesão; Fornecimento do monitoramento da 1ª dose e exames de monitoramento gratuitos; Monitoramento da adesão e risco de abandono ao tratamento.

Maiores informações e central de atendimento: (11) 97355-6459 (WhatsApp) e/ou 0800 773 7029 segunda a sexta-feira, das 8h às 20h ou pelo site.

 

Luiz Alexandre Souza Ventura

Revisado e atualizado em novembro de 2023

Explore mais

Clube AME

Desestressando o estresse

Como Identificar e Gerenciar a Tensão que a Esclerose Múltipla Pode Causar