AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Esclerose Múltipla e Depressão

Esclerose Múltipla e Depressão

Muitas pessoas com EM também têm depressão. Cerca de metade das pessoas com esclerose múltipla vai precisar de tratamento para essa condição em algum ponto da vida.

Se você tem EM também se sentiu/sente triste por um tempo, você não tem que lidar isso sozinho. Converse com seu médico sobre como você está se sentindo e veja se há algum tratamento que possa ajudá-lo.

Qual o link entre EM e Depressão?

Qualquer pessoa que está a lidar com muito estresse ou uma situação difícil pode ter depressão. É fácil entender como a EM, que tem um impacto sobre a saúde física e pode causar problemas duradouros, pode causar também um diagnóstico como a depressão.

Além dos transtornos do humor, por conta das adaptações que a EM exige, a própria doença física pode causar depressão. A doença pode destruir o revestimento protetor em torno dos nervos que ajudam o cérebro a enviar sinais que afetam o humor.

Além disso, a depressão pode ser também um efeito colateral de alguns dos medicamentos que tratam a esclerose múltipla, como esteróides ou interferon.

Quais são os sintomas da depressão?

Todo mundo em um momento ou outro se sentiu para baixo, triste, melancólico. Às vezes, o sentimento de tristeza fica intenso, durando e a pessoa passa a não querer mais fazer as coisas que elas gostam de fazer. Isso pode ser depressão, uma doença mental que, sem tratamento, pode piorar e continuar por anos. A pessoa com depressão nem sempre é aquela que aparenta estar triste. Muitas vezes elas conseguem mascarar os sintomas e parecer a pessoa mais animada na multidão, mas, internamente, a doença vai destruindo seus desejos e a enchendo de culpa. Uma pessoa não precisa ter um motivo para ter depressão, assim como para ter EM. É uma doença séria, o paciente não tem culpa de tê-la e todos precisam estar atentos a quaisquer sinais dela. Os sintomas podem incluir:

  • Tristeza
  • Perda de energia
  • Falta de esperança ou sentir-se uma pessoa sem valor
  • Não conseguir desfrutar de coisas que você costumava amar
  • Problemas de concentração
  • Choro incontrolável
  • Dificuldade em tomar decisões
  • Irritabilidade
  • Desejo de dormir muito
  • Problemas para adormecer ou ficar dormindo à noite (insônia)
  • Dores pelo corpo e dores que você não consegue explicar
  • Problemas digestivos
  • Baixo desejo sexual
  • Problemas sexuais
  • Dor de cabeça
  • Uma mudança no apetite que causa perda ou ganho de peso
  • Pensamentos de morte ou suicídio
  • Tentativa de suicídio

Quando obter ajuda?

Converse com seu médico se você perceber mudanças no seu humor que estejam atrapalhando seu dia a dia. Se sua tristeza está piorando a sua vida, causando problemas com relacionamentos, problemas de trabalho ou disputas familiares – e você não consegue uma solução clara para esses problemas, está na hora de conversar com um profissional sobre isso.

Se você tiver pensamentos sobre suicídio, achando que sua vida não tem valor, procure ajuda médica imediatamente.

Onde posso obter ajuda para a depressão?

Depois de decidir que é hora de começar o tratamento, comece com seu médico primário. Ele pode falar com você sobre como você se sente e se certificar de que os medicamentos que você toma ou outro problema de saúde não está causando seus sintomas.

Seu médico pode prescrever tratamento ou encaminhá-lo a um profissional de saúde mental, que pode olhar para seus sintomas e recomendar algumas opções para o tratamento.

Tratamento

O primeiro passo para obter o tratamento certo é reconhecer que você está deprimido. O segundo passo é procurar ajuda. Esses dois passos podem ser os mais difíceis de serem tomados. Mas, uma vez que você se conectar com um provedor de cuidados de saúde qualificados, existem muitas maneiras de ajudá-lo.

Os medicamentos antidepressivos podem ajudar, mas você precisará usá-los apenas como seu médico prescreve. Eles geralmente funcionam melhor quando você os usa junto com psicoterapia. Neste tipo de tratamento, você vai conversar com um profissional de saúde mental, que pode ajudá-lo a trabalhar através das coisas que podem desencadear a sua depressão. Em alguns casos, com a psicoterapia, não é necessário o uso de medicamentos.

Sinais de aviso de suicídio

Se você ou alguém que você conhece tem qualquer um dos sinais abaixo, entre em contato com um profissional de saúde mental ou procure um atendimento de emergência imediatamente:

  • Falar sobre matar a si mesmo
  • Falar ou pensar muito sobre a morte
  • Fazer comentários sobre ser desesperançado, indefeso ou sem valor
  • Dizer coisas como "Seria melhor se eu não estivesse aqui" ou "Eu quero sair"
  • Sinais de grande piora no quadro depressivo (tristeza profunda, perda de interesse, problemas para dormir e comer)
  • Uma mudança repentina de ser muito triste para ser muito calmo ou agindo feliz
  • Colocar-se em riscos que poderiam ser fatais, como atravessar uma grande avenida com os carros passando
  • Perder o interesse em coisas que você costumava se preocupar com

 

Texto original em WebMD

Traduzido por Redação AME – Amigos Múltiplos pela Esclerose

WebMD

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *