CORTICOIDE E EM

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Quando passamos por um surto, durante o tratamento com corticoides é comum sentirmos alguns efeitos no nosso corpo. Nesse texto vamos explicar melhor o que acontece e dar algumas #DicasDeAmigo para amenizar as sensações incomodas. Então, vamos lá!? 🙂

Durante o surto, o corticoide faz crescer a produção de glicose (açúcar) e energia no corpo a fim de preparar o nosso organismo para combater a agressão pela qual está passando.

Ele também é conhecido como o hormônio do estresse, afinal é um hormônio essencial para sobrevivência humana, uma vez que permite que o nosso corpo reaja a situações estressantes. Além disso ele regula o metabolismo, e, reduz inflamações.

Quando recebemos o corticoide em doses mais elevadas e por um período prolongado, o que é ingerido soma-se ao que nosso corpo produz naturalmente, e nosso organismo entende que estamos passando por um período difícil, e, que talvez não tenha alimento disponível, dessa maneira nosso metabolismo diminui e passamos a acumular gordura.

Isso explica a retenção de líquido e sódio que é muito comum sentirmos nesse período.

O aumento do apetite está relacionada ao aumento de glicose sanguínea, uma vez que nosso pâncreas é estimulado a produzir mais insulina, e isso aumenta a fome.

O que podemos fazer para amenizar estes processos:

– Comer alimentos que aumentam a saciedade: fibras principalmente, arroz integral, macarrão e pão integral. Uma ótima dica é acrescentar aveia ou linhaça nas frutas;

– Comer de 3 em 3 horas;

– Beber bastante água;

– Diminuir o consumo de sódio: não só o sal, olhe nos rótulos dos alimentos a quantidade de sódio, você verá que até os alimentos doces também contém sódio;

– Comer alimentos ricos em potássio: essa substância diminui a concentração de sódio no nosso corpo. Alguns alimentos ricos em potássio: folhas de beterraba, abacate, banana, semente de abóbora;

– Tentar ficar mais tranquilo: Passar por situações de stress nesse momento, estimula ainda mais a produção do hormônio, o que agrava os sintomas;

– DICA DE OURO: A hidratação deve ser feita com água, e, não com sucos artificiais (de caixinha) e nem com água de coco de caixinha. Pois todas essas bebidas contém sódio.

 

Fonte: Redação AME | Amigos Múltiplos pela Esclerose.

Explore mais

Torso de mulher vestida em uma camisa branca de botões e mangas cumpridas, em sua mão esquerda ela segura uma maquete de boca aberta com todos os dentes à mostra, com a mão direita, ela segura uma escova de dentes laranja e a coloca em contato com os dentes inferiores da maquete. O texto, em letras brancas com fundo laranja, alinhado à parte inferior direita, lê "A Esclerose Múltipla pode afetar sua saúde bucal? Leia a matéria completa e confira!"
Saúde

Esclerose Múltipla e saúde bucal

Hoje em dia eu tenho medo do dentista, mas nem sempre foi assim. Quando eu era criança, sempre tive dentes perfeitos. Quando eu estava na