Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Oi amigos, tudo bem?

Eu quero falar de uma coisa que sempre nos propõem respostas. Perguntas sobre para onde iremos? Com quem nos relacionamos? Como nos relacionamos? O que convém fazer? E mais uma porção de perguntas…

TUDO é permitido, mas nem Tudo convém!

Saber a resposta dessa conveniência depende de como nos relacionamos com o mundo e conosco mesmo! Essa resposta acontece a partir de uma palavra: o DISCERNIMENTO

Saber discernir o que é bom para nós é uma arte em viver! Isso depende de nosso conhecimento sobre as nossas realidades!

É importante não se deixar escravizar por nada! Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos, renovando a vossa mente, a fim de poderdes discernir o que é bom e agradável! Não devemos nos conformar com as coisas do mundo. Esta palavra nos lembra que devemos ir ALÉM do que se pode esperar! Não ficamos apenas nas Formas das coisas, vamos ALÉM do que pode ser esperado!

Abraços.

Rodrigo Drubi04

Explore mais

blog

A cadeira de rodas e eu

A cadeira de rodas e eu: uma jornada de redescoberta Jamais imaginei que um dia precisaria de uma cadeira de rodas. Como tantos outros, vivia

blog

Revisitando o diagnóstico

Revisitando o diagnóstico… Quando eu virei blogueira da AME (chiqueza!), respondi algumas perguntinhas que estão aqui no blog contando sobre como foi meu processo de