AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Começam os testes clínicos em pacientes com uma terapia promissora para tratar a EM e a neuromielite óptica

Começam os testes clínicos em pacientes com uma terapia promissora para tratar a EM e a neuromielite óptica

O Hospital Clínico de Barcelona começará nos próximos meses o ensaio de Fase 1 clínico da Terapia Especifica de Antígeno, pioneira mundial no tratamento da esclerose múltipla.

A Terapia Especifica de Antígeno com células dendríticas é uma terapia personalizada aplicada até agora apenas em pacientes com doença de Crohn. O tratamento torna tolerantes as defesas celulares dendríticas para modular pacientes específicos e permitir selecionar uma resposta inflamatória lenta, fazendo com que trate ambas doenças, sem alterar as outras defesas; e com uma maior eficiência e menos efeitos colaterais.

O objetivo pretendido com esta terapia é, no futuro, deter o avanço de neuromielite óptica (NMO) e esclerose múltipla (EM), em qualquer das suas fases.

Notícias sobre a Terapia Especifica de Antígeno com células dendríticas

A investigação decorre de uma decisão conjunta entre a Fundação GAEM e pesquisadores de IDIBAPS – Hospital Clínico de Barcelona, ​​liderados pelo Dr. Pablo Villoslada e Dr. Daniel Benitez. Esta tecnologia foi desenvolvida pelo grupo de pesquisa de Gastrenterologia do Hospital Clínico de Barcelona, ​​liderados pelo Dr. Julia Paes, e em 2011 realizou um ensaio clínico com células dendríticas em pacientes com doença de Crohn, obtendo resultados significativos. O mesmo protocolo e a experiência geradas para coincidir com a EM e a NMO, porque estas doenças e a doença de Crohn têm a característica comum de serem todas doenças autoimunes e diferem apenas que na doença de Crohn o alvo não é desconhecido, no entanto, na MS e NMO ele é parcialmente conhecido.

A Terapia Especifica de Antígeno com células dendríticas consiste em isolar e reproduzir em laboratório (para salas limpas) um tipo de células brancas do sangue, células dendríticas, e confrontar lotes de proteínas da mielina e astrócitos contra o sistema pacientes. A maturação destas células são dirigidas para promover em vez de um resposta inflamatória. E as células que especificamente atendem a estas metas, são as proteínas cerebrais. Assim, a resposta inflamatória que ocorre em cada paciente com proteínas do cérebro, sem afetar outras respostas do sistema imunológico que são necessárias para se defender de infecções comuns ou de algo mais sério como um câncer seria lento. Usando células e proteínas de várias regiões do cérebro do próprio paciente, um tratamento mais eficaz e mais personalizado, sem efeitos secundários será alcançado.

Além disso, as características esperadas para este tratamento são baseadas no modelo animal, chamado de encefalite autoimune experimental, que já obtiveram resultados positivos no tratamento de EM e NMO.

12 pacientes para o ensaio clínico

Este mês de setembro começará o ensaio com 12 pacientes com EM e NMO para demonstrar a eficácia e segurança do tratamento, e os investigadores pretendem concluir o inquérito até o final de 2015.

O que podemos esperar desta Fase 1?

O ensaio de Fase 1 é o primeiro passo na pesquisa de tratamento em seres humanos, concentrando-se em informação de antecedentes sobre o efeito e a segurança. Os resultados do teste são esperados para mostrar a segurança (ausência de efeitos adversos moderados ou graves) e identificar a eficácia do tratamento sobre a resposta imunológica a proteínas do cérebro. Assim poderia identificar o regime mais apropriado de dose e tratamento para realizar um ensaio clínico de Fase 2/3 nos próximos anos, e demonstrar a eficácia do tratamento permitindo sua aprovação para uso clínico. No caso de cumprir todas as expectativas dos próximos testes realizados na Europa, espera-se que em meados da década de 2018 ele pode ser aplicado em pacientes com EM e NMO.

Fundação GAEM – 22/07/2015. Traduzido livremente. Imagem: Creative Commons.

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *