A EM fez de mim uma procrastinadora

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

O cansaço é real, pessoal. Sinto que escrevo muito sobre isso, mas há dias em que não consigo superar o cansaço que estou sentindo. Estou doente e cansada de estar cansada!! 

Honestamente, estar cansada é um eufemismo, estou exausta. Felizmente, meu cansaço não tem sido debilitante, por assim dizer, no entanto, há mais dias do que eu gostaria de admitir que me atrapalha. 

Eu trabalho de casa, fico em casa, sou esposa e uma mãe para uma criança. Sou muito grata por ter tido a oportunidade de trabalhar em casa agora com o cansaço, mas mesmo assim, alguns dias estou simplesmente cansada demais para fazer o que preciso fazer. 

No momento, estou trabalhando em meu emprego online e escrevendo este artigo. Gosto de escrever pelo menos quatro artigos para vocês todos os meses e, sentada aqui, percebo que faltam apenas cinco curtos dias em julho e estou apenas no meu primeiro artigo do mês! Escrevo tudo isso para explicar a você que a EM fez de mim uma procrastinadora.

Cronicamente cansada

Sempre fui o tipo de pessoa que gosta de ter um plano. Gosto de decisões bem pensadas e normalmente não sou do tipo que adia as coisas para o último minuto. Por exemplo, se alguém quiser fazer algo no fim de semana seguinte, prefiro saber pelo menos até a segunda-feira anterior para que possa me organizar com antecedência.

Mas, ultimamente, tenho percebido que até eu me deixei ser o tipo de pessoa que espera até o último minuto. E a razão pela qual me tornei assim é porque estou muito cansado para ser produtiva antes que seja quase tarde demais. Me sinto como fora dos 365 dias do ano, estou cronicamente fatigada pelo menos 364 dos dias. 

Se você leu algum dos meus artigos anteriores, então provavelmente sabe que depois de ter meu filho, dei o meu melhor para ser uma pessoa melhor e mais saudável, através de uma dieta boa e limpa e também através de exercícios. 

Mas, eu tenho que admitir; mesmo sendo proativa com minha saúde por meio dessas medidas, não é uma solução rápida para esse cansaço. Infelizmente, nada é. Eu principalmente luto com a lassidão (esgotamento). Para quem não conhece, a lassidão é única para quem tem Esclerose Múltipla. Aqui estão alguns fatos sobre lassitude no site da National MS Society:

  • Geralmente ocorre diariamente
  • Pode ocorrer no início da manhã, mesmo depois de uma boa noite de sono
  • Tende a piorar com o passar do dia
  • Tende a ser agravada pelo calor e umidade
  • Vem fácil e repentinamente
  • Geralmente é mais grave do que a fadiga normal
  • É mais provável que interfira nas responsabilidades diárias

Quando acerta, acerta forte

De todos os meus sintomas de EM, a lassidão é a que mais me atinge. É o único sintoma com o qual lido diariamente. 

Posso dormir em uma hora decente e ainda acordar com a sensação de ter sido atropelada por um caminhão. Esta manhã, por exemplo, acordei após umas boas 8 horas de sono, mas acordei com a sensação de não ter dormido nada. Acordo com vontade de chorar, porque só quero dormir. Nesses dias, geralmente levo cerca de trinta minutos para encontrar energia para até mesmo rolar para fora da cama. 

Meus olhos estão pesados ​​e minhas pálpebras parecem estar grudadas nas bolas dos meus olhos. Estou tão cansada que meu cérebro nem consegue dizer aos meus olhos para abrirem porque é hora de acordar e enfrentar o dia. Felizmente, costumo ganhar um pouco de energia depois do café da manhã, mas não demora muito para que me acerte novamente em uma onda forte. 

Você conhece aqueles vídeos de pessoas sendo derrubadas pelas ondas do oceano? Sim, é mais ou menos assim. Aquele primeiro passo no oceano e você sente que está bem, mas então as ondas grandes vêm e você não tem a menor chance. 

É esse tipo de fadiga que me tornou uma procrastinadora. Quando acerta, acerta com força. É quase uma sensação de desesperança, porque você deseja tanto continuar a ser produtivo ao longo do dia, mas isso torna extremamente difícil. 

Nos dias mais difíceis tenho que deixar as tarefas do dia a dia aguardarem um pouco mais porque sei que tenho que dar ao meu corpo o descanso de que precisa para recuperar qualquer tipo de energia. E eu noto que se eu estiver no calor por muito tempo, a falta de energia tende a ser mais severa.

Não sinto que tenho tempo para estar tão cansada quanto estou, mas, infelizmente, isso se tornou parte da vida para mim. Tenho muitas coisas para fazer, junto com um garotinho ocupado para me manter alerta. Acordo tantos dias esperando e rezando por um suprimento infinito de energia, mas em vão vem o cansaço e a energia parece uma memória distante. Eu quero implorar e implorar; por que eu tenho que me sentir assim ?! 

Mas, na maioria dos dias, eu simplesmente continuo andando, porque é isso que tenho que fazer. Nem sempre posso ser jovem e valente como quero, mas posso continuar tentando. Às vezes, é tudo o que podemos fazer.

Por Calie Wyatt, 24 de agosto de 2017

 

Tradução e adaptação: Redação AME – Amigos Múltiplos pela Esclerose

Fonte: Multiplesclerosis.net

Explore mais

Qualidade de Vida

10 mitos da esclerose múltipla

Por Maurício Brum, da Redação AME/CDD   Você certamente já ouviu falar da esclerose múltipla. Mas, até pelo nome da doença e pelo desconhecimento sobre