Kefir é um Bom probiotico para a Esclerose Múltipla?

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Em primeiro lugar precisamos compreender o que é um probiotico. Os probioticos são colônias de bactérias benéficas que vivem no nosso intestino e melhoram a nossa saúde, trazendo diversos benefícios como facilitar a digestão, absorção de nutrientes, fortalecer o sistema imunológico, atua na melhora de quadros depressivos e outras doenças neurológicas, doenças do coração, fígado, tireoide e etc.

O kefir é uma bebida constituída por bactérias e leveduras probióticas. As bactérias do kefir podem ser cultivadas em casa e a produção da bebida se assemelha à produção de iogurte natural. Existem dois tipos de kefir, o de leite e o de água, que contém as mesmas bactérias e leveduras, porém adaptadas a ambientes diferentes.

Ele pode ser usado na EM pode sim, mas devemos nos atentar muito ao modo de preparo dele, pois no seu processo de produção para o crescimento dessas bactérias benéficas pode acontecer alguns processos de contaminação e além de crescer essas bactérias crescerão também vários outros microrganismos não desejáveis.
Essa contaminação pode acontecer se você fala sobre o kefir e isso leva a entrada de partículas de saliva na preparação, se o recipiente não está bem esterilizado, se o leite ou a água não forem de uma fonte segura (embalagens sujas, água não filtrada e etc.).

Atualmente existem marcas confiáveis que produzem o kefir de forma adequada e a lista de ingredientes é bacana, entretanto o preço pode ser mais elevado do que comprar cepas probioticas em pó ou em cápsulas.

Ele pode ser usado? Sim, mas atente-se ao preparo e a origem deste alimento.

Qual a quantidade devo consumir? Consulte seu nutricionista, pois a prescrição é individualizada!

Explore mais

presente inesperado
blog

Presente inesperado

E lá se vão 14 anos… A vida me presenteou com o diagnóstico da  Esclerose Múltipla e o presente, a princípio, era grande e pesado.

Conexão
blog

Conexão que transforma

O momento que recebi o diagnóstico de Esclerose Múltipla foi um divisor de águas na minha vida. Esse foi um ponto de virada de chave.