Alteração da temperatura corporal

A Alteração da temperatura corporal está sendo uma questão que decidi compartilhar com vocês. Estive em consulta com a minha neuro e falei disso para ela, que falou ser um sintoma da Esclerose Múltipla. Fiquei curiosa e decidi buscar mais sobre esse assunto. Consultei, no Facebook dos Amigos Múltiplos, o tema e percebi que essa alteração é mais comum do que eu imaginava.

E buscar mais me fez voltar ao Caminho de Santiago. Tenho percebido alteração da temperatura corporal desde que retornei do Caminho de Santiago. Quando subia o Cebreiro, passei por diferentes chuvas. Comecei a subir com uma forte chuva d´água, depois veio uma tempestade de gelo e passou para neve. Enquanto enfrentava a geada, gravei um vídeo, sem luvas, sem máscara  e quem passava por mim fazia se espantava. De fato eu não estava sentindo o frio que todos sentiam.

Desde então, venho notando que sinto muito pouco frio, mesmo nos dias mais frios desse inverno. Assisti esse Vídeo, sobre essa alteração de temperatura corporal em pacientes com Esclerose Múltipla. Ele me ajudou a entender um pouco mais sobre esse “calor no inverno”, que sinto. Na verdade, está muito mais relacionado ao calor do que ao frio. E, de fato, no verão, eu fico péssima! Houve épocas em que eu internava só para poder ficar absolutamente em repouso e no ar condicionado. A fadiga – nossa amiga múltipla, Tuka, fala claramente sobre esse tema aqui – era avassaladora e eu faço todos os sintomas de um surto, é bizarro!

Você também sente essa estranheza? Conte-nos como é o calor na sua vida, depois da EM? E a fadiga, você já percebeu se no calor ela aumenta, ou mesmo se sente como se estivesse tendo um surto, no calor? Como é o inverno para você? Assista esse vídeo e veja como a Giulia Gamba trata dos sintomas quando o calor chega. Para nós, que temos Esclerose Múltipla, é mais do que normal, a alteração de temperatura corporal, não sentir tanto frio assim ou sentir “Calor no inverno”.