Superação

Oi amores! Tudo bem com vocês?

Já faz um tempo que não falo aqui, mas passei por alguns momentos em que precisei me ausentar. Me ausentar para cuidar de mim e dos meus filhotes.

E agora estou aqui, pra falar um pouco sobre o que aprendi com essas tempestades que tentaram me afogar sem sucesso.

Em primeiro lugar quero dizer que eu não quero pensar no lado ruim da situação. Gosto de procurar sempre um ensinamento frente as dificuldades. E acho que hoje, olhando para trás, eu aprendi não só uma coisa… Aprendi várias. E o melhor, tudo o que aprendi foi diante de muito apoio, amor, carinho, força de vontade e fé. Que tudo passa, que precisamos ter pensamento positivo sempre!!!

Às vezes, nós que temos algum problema de saúde esquecemos de pensar em nós. Mas como assim? Esquecemos de olhar um todo e ficamos apenas na enfermidade… Principalmente no período em que recebemos o diagnóstico. Isso é mais do que compreensível. Porém, além do problema de saúde temos outras questões pessoais como todo mundo. Temos que cuidar do emocional, temos que lembrar que família e amigos não estão ao nosso lado só para nos apoiar, mas também precisam de nós, temos que cuidar da nossa saúde, temos que procurar ser felizes e tirar um pouco o foco da doença. Claro que com responsabilidade para não agravar o estado de saúde, não é?

E o que tudo isso tem a ver com superação? Para que eu superasse as minhas questões e não deixasse que o lado emocional me fizesse ter mais uma recaída séria com a EM, eu resolvi cuidar de mim, das pessoas que amo e juntos superamos tudo o que estava me afligindo. Dessa forma foi mais fácil enfrentar os problemas. Porque quando pensamos mais na doença, parece que só aquilo importa… E não é bem assim. Temos que nos cuidar em todos os aspectos das nossas vidas, é fato! Mente sã, corpo são (provérbio latino – “mens sana in corpore sano”).

Não pensem que estamos sozinhos ou sozinhas. Lembrem-se que também somos de carne e osso… Que por vezes precisamos e queremos ser fortes, mas recuar para se reequilibrar também faz parte do processo. E nada melhor do que receber e dar apoio, receber e dar amor, saber olhar fora da caixa, se cuidar, cuidar e se permitir ser cuidado. Esse foi o melhor ensinamento que pude ter neste período: que JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

Seja junto de uma pessoa amiga, da família, um conhecido e/ou até mesmo os nossos muitos amigos virtuais que tanto nos conhecem, mesmo que não tenhamos ainda nos conhecido pessoalmente. Nada é por acaso… Somos pessoas que se apoiam e se unem por um mesmo propósito. Principalmente as pessoas que a vida nos dá de presente!

Então por que não pensar em SUPERAR os problemas para poder aproveitar o lindo Sol que surge após a tempestade? Sabem por quê? Porque se não estivermos bem, a danadinha da EM se aproveita e vem nos fazer “aquela visita” indesejável. Vocês vão deixar? Eu estou tentando deixar ela dormindo por tempo indeterminado…

 

Beijos no coração,

Grazi