Pelo que você reza?

Independente da sua religião ou até mesmo da falta de uma em sua vida, você reza. De alguma forma, para Deus ou para o universo, você reza. Você pode até achar que não, mas se você pensar bem, vai lembrar-se daquele momento em que ficou em silêncio e imaginou algo que queria ou precisava muito, com o intuito de ajudar a acontecer. Então.

Mas você usa esse recurso valioso com inteligência? Eu creio que orações (pensamento positivo, ou o que seja que você faz) são um recurso escasso, como a água potável ou o ar puro: se não usar com racionalidade, em algum momento (provavelmente crucial), vai faltar.

Aqui perto de casa, encontro seguidamente com alguém que me diz que está rezando pela minha cura. Assim como essa pessoa, amigos queridos e familiares também frequentemente me dizem estar rezando pela minha cura, muito frequentemente me mandam artigos com dicas de tratamentos novos ou de pesquisas recentes.

Eu me sinto incomodada com isso às vezes. Não falo nada, porque sei que isso é uma expressão de amor, cuidado, preocupação e sou imensamente grata por saber que essas pessoas se preocupam tanto comigo. Leio cada dica, cada artigo que me enviam. Mesmo procurando estar sempre por dentro de tudo, coisa que a AME me ajuda muito, às vezes a gente deixa passar alguma coisa. Embora eu gostaria muito que todos soubessem que de todos os tratamentos possíveis e disponíveis, estou fazendo aquele que eu considero o mais adequado ao meu caso.

Mas eu sinto, me perdoem por favor, que rezar pela minha cura é um desperdício do tempo de Deus. Porque eu desejo sim a cura, mas não a desejo só pra mim. Desejo que a cura exista e seja possível e principalmente acessível a todos que tem EM.

Prefiro que rezem pelo meu bem estar. Acreditem: não vou morrer por causa da Esclerose Múltipla. Minha vida é mais difícil com ela, mas não é nada com que não possa me adaptar.  Rezem pelo meu bem estar de um modo geral. Eu estando bem é a conta.

Religiões, a forma como as pessoas se conectam com Deus, como se conectam ao universo, às energias que nos cercam tudo isso é muito pessoal, cada um tem o seu jeito. Por isso não falo nada, para não magoar as pessoas que “gastam” suas orações pedindo minha cura. Preciso respeitar a forma de elas entenderem e fazerem isso. Mas eu, minha opinião, prefiro racionalizar e racionar.

Nunca peço pela minha cura, peço pelo meu bem estar e pela cura para todos. Não peço dinheiro ou bens, peço saúde pra minha família. Não peço que Deus me dê, peço que ele me fortaleça, me encoraje, me ilumine para que eu consiga.

E você, como se sente em relação a isso? Pelo que você reza?