O básico sobre mindfulness e Esclerose Múltipla

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

A vida pode ser estressante e um diagnóstico de Esclerose Múltipla (EM) não ajuda a diminuir esse estresse. É fácil ficar preso em nossos pensamentos e preocupações. Uma das formas de romper esse padrão de comportamento para quem convive com Esclerose Múltipla é usar a atenção plena, ou mindfulness, que é uma maneira pela qual as pessoas retomam o controle do momento presente.

Os fãs de mindfulness dizem que isso os ajuda a fazer uma pausa, observar o mundo ao redor e a maneira como se sentem. Pode até ajudar com sintomas de Esclerose Múltipla (EM), como fadiga e dor.

“Todos nós precisamos desacelerar nossas mentes às vezes e ser lembrados do presente. Acho que é ainda mais importante agora que tenho EM – sou compelida a aproveitar este momento, pois sei que as coisas podem mudar no futuro” – Sarah

O que é atenção plena?

A ideia é perceber o que está acontecendo no momento presente. Como você se sente em sua mente e em seu corpo? Quais são seus arredores? Concentrando-se nesses detalhes, as pessoas podem encontrar quietude e calma.

A atenção plena pode ser uma maneira de se afastar do estresse diário da vida e de pensamentos sobre o futuro ou o passado.

O objetivo é pensar nas coisas sem os julgamentos que costumamos fazer – se é algo bom ou ruim, justo ou injusto, importante ou sem importância, e assim por diante.

Isso não o impedirá de ter pensamentos negativos ou dias difíceis. Mas pode ser uma ferramenta para lidar melhor com eles.

Mindfulness não pretende ser uma alternativa para obter aconselhamento e tratamento para problemas de saúde mental. Fale com o seu médico de Esclerose Múltipla se tiver alguma preocupação.

O mindfulness é para mim?

É uma técnica que você pode aprender – e continuar praticando.

Algumas pessoas baixam um aplicativo ou lêem um livro para começar. Mas você também pode aprender por meio de aulas em grupo – como faria para exercícios físicos.

  • Você não precisa de nenhuma crença em particular para dar uma chance à atenção plena.
  • Você não precisa de equipamentos ou de um grande espaço.
  • Você não precisa ser fisicamente ativo.
  • Você pode sentir os benefícios de apenas alguns minutos por dia.

O que as pesquisas dizem?

É cedo para pesquisas sobre mindfulness. Portanto, embora muitas pessoas digam que isso as ajuda, não sabemos os detalhes sobre como está funcionando ou quem provavelmente se beneficiará.

Também não sabemos muito sobre quem não ajuda – embora o The National Institute for Health and Care Excellence do Reino Unido (NICE) recomende que não seja oferecido rotineiramente para tratar o “transtorno de ansiedade social” para crianças e adolescentes.

Como tudo, não é para todos. Mas se funcionar para você, pode ajudar a lidar com o estresse de viver com Esclerose Múltipla. Pergunte ao seu médico se você não tiver certeza, mas quiser tentar. 

Como a atenção plena (mindfulness) pode ajudar na Esclerose Múltipla?

Os defensores da atenção plena dizem que isso os ajuda a se sentirem mais no controle de seu humor.

E quando os cientistas revisaram a pesquisa, descobriram que as técnicas de atenção plena podem ajudar as pessoas com Esclerose Múltipla a melhorar:

  • qualidade de vida
  • saúde mental
  • fadiga
  • dor

Um estudo em particular usou um programa de treinamento de 8 semanas para atenção plena. Os resultados mostraram melhorias nos sentimentos de ansiedade.

Claro, não é a resposta para tudo. Existem muitas opções – incluindo medicamentos – para o ajudar a gerir o seu bem-estar emocional.

Como eu faço isso?

Encontre algo que você goste. Tudo isso pode ajudá-lo a desenvolver técnicas de atenção plena:

  • um podcast ou livro de mindfulness
  • vídeos de meditação guiada
  • yoga leve – muitas vezes inclui atenção plena
  • um curso de atenção plena

Depois de ter uma boa ideia do que pretende, use-a para criar um momento de quietude e calma em sua vida diária:

  • ouça o podcast no seu telefone onde quer que esteja
  • leve dois ou três minutos para observar um pássaro no jardim
  • leia um poema

Assim você criará seu próprio kit de técnicas de atenção plena.

 

Veja aqui outros posts sobre mindfulness e Esclerose Múltipla:

Meditação e EM

8 maneiras de limpar a mente

 

Tradução e adaptação: Redação AME – Amigos Múltiplos pela Esclerose

Fonte: MS Society UK

Explore mais

Qualidade de Vida

10 mitos da esclerose múltipla

Por Maurício Brum, da Redação AME/CDD   Você certamente já ouviu falar da esclerose múltipla. Mas, até pelo nome da doença e pelo desconhecimento sobre