AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

A importância da auto-estima na vida com a esclerose múltipla

A importância da auto-estima na vida com a esclerose múltipla

Sua auto-estima está prejudicando você? É possível que sim.

Algum dia você já se perguntou o que faz as pessoas se sentirem inferiores aos outros? Por que as pessoas que têm uma doença como a esclerose múltipla têm baixa auto-estima e medo da rejeição? E não somente com a EM, mas em qualquer doença.

 Baixa auto-estima pode acabar fazendo com que qualquer doença se torne mais grave.

A simples ideia de ter uma doença faz com que você sinta mais insegurança do que as pessoas que aparentemente não têm nada. Ainda mais quando alguém nos trata como “pobrezinhos” ao saber que temos algo.

Quando você se sentir mal e deprimido, não parece ser possível levantar-se, e muito menos recuperar tudo o que aparentemente está perdido (física e emocionalmente), nos momentos em que você se pegar pensando que a EM é debilitante e as pessoas ao seu redor faz questão de lembrar disso, é natural que a sua estima fique em baixa.

Sua estima baixa tanto que você não se sente digno de estar na companhia de alguém, o medo da rejeição toma conta, e o que você faz é se isolar daqueles que estão com você: seu cônjuge, seus filhos ou seus amigos.

Este é um problema muito sério, porque uma pessoa com baixa estima corta efetivamente, relações saudáveis ​​com o meio ambiente, está indeciso, tem dificuldade em tomar decisões, acha que não pode fazer nada para melhorar sua situação. Pessoas com baixa autoestima são altamente dependentes de outras pessoas para fazerem ou realizarem qualquer atividade e muito facilmente isso inevitavelmente leva à deficiência.

A doença não o torna menos ou mais do que ninguém

Algum tempo atrás, um colega que tem EM me disse que sentia muito que seus filhos o vissem usando bengala. Eu perguntei se ele tivesse sofrido um acidente ao invés de usá-la devido a uma doença ele se sentiria da mesma maneira. Para minha surpresa, ele me disse que não. Se tivesse sofrido um acidente não se sentiria assim. Que diferença faz sofrer um acidente ou ter uma doença, se os dois podem ser incapacitantes? Além disso, talvez o acidente pudesse ter sido culpa sua.

Deixamos nossos preconceitos, ideias e crenças que nos levam a fazer julgamentos que na maioria das vezes estão errados.

Percebemos na medida em que deixar conhecer, compreender e aceitar a EM, nossas estimativas tendem a melhorar. Somos pessoas capazes de lutar e ter sucesso, e nos tornarmos um exemplo para a sociedade em que vivemos, se quisermos.

O fato de que nós não podemos fazer algo ou de ter a chance de, em algum momento, existir algo que nunca poderemos voltar a fazer, claro, não deve nunca te levar a pensar que você não é bom para os outros, porque ter EM é uma grande oportunidade de ser inspiração para aqueles ao seu redor, se você souber o sucesso que pode fazer.

Devemos fortalecer nossos pensamentos diários e crenças positivas. Manter uma atitude positiva em todos os momentos, de forma que a magia da nossa mente faça sua parte.

Em última análise, a pessoa que você vê no espelho é a mesma pessoa de sempre. A pessoa que você deve amar e respeitar acima de todas as coisas: VOCÊ.

A estima é algo que todos devem cuidar e trabalhar todos os dias. Cada um de nós é único. A única comparação que devemos fazer é com nós mesmos, ninguém mais. E esta comparação deve nos levar a melhorar nós mesmos todos os dias.

 

Avempo. Traduzido livremente. Imagem: Creative Commons.

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *