A EM não pode me impedir

Amanhã, ultima quarta feira do mês de maio, é o dia internacional da EM, data para discutirmos sobre temas ligados à EM, difundirmos conhecimento. Este ano, o tema proposto é “A EM não pode me impedir”.

Pra mim, a EM não pode me impedir de absolutamente nada. Minhas limitações podem necessitar de adaptações, de uma busca de um novo jeito de fazer as coisas, mas não me impedir.

Existe uma tendência a achar que pessoas com deficiência ou com alguma doença grave estão condenadas a morrer em vida. Que não somos capazes de gerir nossa vida, de amar e sermos amados, nos divertir, estudar, trabalhar, ter filhos, saltar de paraquedas.

Não é bem assim. Se alguns estão aposentados é porque ter um emprego regular, com horários e tarefas fixas acaba se tornando impossível devido à fadiga que ataca quando bem  entende, ou por outros  sintomas, mas isso não quer dizer que com planejamento e ajuda, não possamos sair para uma festa e dançar. Certamente não ficaríamos a noite toda e a dança se limitaria a uma musica ou duas e provavelmente estaríamos imprestáveis no dia seguinte, mas que a gente pode, pode.

Então eu digo que minha EM não pode me impedir de NADA. Pode dificultar, criar obstáculos, alguns tão grandes que me façam desanimar de tentar. Mas se eu tentar, quiser, planejar, pedir ajuda, dá pra fazer!

E você, o que a EM não pode te impedir?