Sensações de queimadura nas mãos e pés e a EM

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Você pode estar sentado no sofá assistindo TV, dormindo ou trabalhando em sua mesa (como eu estou agora). De repente, parece que seus pés pegaram fogo e seus dedos estão acesos.

Você pode estar experimentando algo conhecido clinicamente como eritromelalgia.

 

Eritromelalgia

As sensações de queimadura geralmente pertencem ao amplo espectro de aglomerados de sintomas referidos como “síndromes de dor”. A dor assume uma variedade de sensações, especialmente naquelas com uma condição neurológica como a EM. Pode ser sentido como latejante, penetrante, cólicas, coceira, dor, formigamento ou queimação.

A eritromelalgia se enquadra na última categoria que afeta os pés ou as mãos, o que é clinicamente descrito como dor periférica. Em casos raros, pode se espalhar para os membros superiores ou inferiores, ou mesmo para o rosto.

A pele pode parecer avermelhada e sentir-se quente ao toque. No entanto, a condição não ocorre como resultado da exposição direta ao calor, mas sim devido à disfunção do sistema nervoso periférico .

 

A conexão periférica

O sistema nervoso periférico compreende os nervos que servem as extremidades e incluem os nervos motores (controle muscular), nervos sensoriais (sensações) e nervos do sistema autonômico (processos involuntários, como temperatura corporal central e pressão arterial).

A eritromelalgia é um exemplo de neuropatia periférica, em que sinais mistos do cérebro – devido à atividade de desmielinização e lesões de esclerose múltipla – podem resultar em sensações desagradáveis ​​crônicas, semelhantes a alguém segurando um fósforo nas mãos ou nos pés.

Essa dor intensa do nervo em chamas pode acontecer em breves episódios ou persistir continuamente; pode ser leve e gradual ou agudo e grave.

 

A conexão vascular

A condição compartilha uma conexão crítica com a saúde vascular. De acordo com a Organização Nacional para Desordens Raras (NORD), “Eritromelalgia é o resutado de anormalidades vasomotoras ou disfunção no estreitamento normal (constrição) e alargamento (dilatação) do diâmetro (calibre) de certos vasos sanguíneos, levando a anormalidades de fluxo sanguíneo para as extremidades. ”

 

Gatilhos

Para pessoas com EM, um gatilho comum é a intolerância ao calor, seja por causa do ambiente ou devido ao exercício. No entanto, cerca de 5% dos casos de eritromelalgia primária são familiares, independentemente do estado de saúde neurológico.

 

O que você pode fazer se sentir que está pegando fogo?

Em sua coluna “ Fé da Semente de Mostarda ”, Debi Wilson descreve maneiras de abordar suas “questões candentes”. A seguir estão as sugestões de Debi e algumas de minhas dicas para o alívio de sua eritromelalgia:

 

– Aplique uma loção de resfriamento. Eu encontrei produtos contendo óleo essencial de hortelã-pimenta.

– Experimente produtos tópicos como spray ou creme de magnésio.

– Coloque seus pés ou mãos em um banho de água fria.

– Beba um copo de água fria para evitar o superaquecimento e a desidratação.

– Remova as meias ou evite calçar sapatos apertados. – – Ou, inversamente, use meias de compressão.

– Evite beber álcool ou comer comida picante.

 

Existem medicamentos que podem ajudar a diminuir esse sintoma.

Como sempre, consulte o seu médico antes de decidir tomar qualquer medicação ou tratamento.

Fonte: Multiple Sclerosis News Today: https://multiplesclerosisnewstoday.com/news-posts/2019/04/30/need-to-know-why-are-my-feet-burning/

Traduzido e adaptado – Redação AME

Explore mais

Qualidade de Vida

10 mitos da esclerose múltipla

Por Maurício Brum, da Redação AME/CDD   Você certamente já ouviu falar da esclerose múltipla. Mas, até pelo nome da doença e pelo desconhecimento sobre