Os benefícios da couve na saúde de pessoas com EM

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

Embora muitos tenham considerado por um longo período de tempo que os vegetais verdes tenham superpoderes, estudos recentes realizados confirmam que a frondosa, presente nos vegetais verde escuros oferece benefícios de saúde comparáveis ​​para pacientes com esclerose múltipla. A couve tem sido um alimento popular no mundo da saúde e fitness, devido a sua textura e seu sabor atraente. O vegetal também possui um número de variedades que incluem tipos como: encaracolado, dinossauro ou ornamental. Extremamente versátil, pode ser consumida crua ou cozida. Ela vem da categoria Brassica de vegetais que também acompanha:

• Brócolis

• Couve de Bruxelas

• Repolho

Cada porção da delícia verde fornece apenas 36 calorias, nada de gordura e ainda oferece as seguintes vitaminas:

• Vitamina A 10.320 UI 206 por cento

• Vitamina B6 0,2 mg de 9 por cento

• ácido fólico Vitamina B9 – 19 microgramas de 5 por cento

• Vitamina C 80 mg 134 por cento

• Vitamina K 547 microgramas 684 por cento

minerais

• Cálcio 90 miligramas de 9 por cento

• Ferro 1 miligrama de 6 por cento

• Magnésio 22 mg de 6 por cento

• Potássio 299 miligramas de 9 por cento

• Cobre 0,2 miligramas de 10 por cento

• Manganês 0,5 miligramas de 26 por cento

• Zinco 0,3 miligramas de 2 por cento

Ácidos graxos , proteínas e fibras

• Omega- 3 os ácidos gordos 121 miligramas

• Os ácidos graxos ômega-6 92 miligramas

• Proteína 2 gramas de 4 por cento

• Fibra 1 grama de 5 por cento

Propriedades anti-inflamatórias

Além dos nutrientes encontrados no vegetal, nutricionistas recomendam que pacientes com EM consumam a couve porque a vitamina K e cerca de 45 flavonóides encontrados nas folhas possuem propriedades anti-inflamatórias.

Parceiro na luta contra o câncer

O vegetal saudável também contém antioxidantes compostos de glucosinolatos que o corpo transforma em compostos que previnem o câncer. Estes compostos podem então interferir no crescimento de células malignas. Os carotenóides e os flavonóides encontrados na couve ajudam a prevenir uma série de cancros, que incluem tumores malignos que afetam a bexiga, a mama, o cólon e a próstata.

Saúde do coração

A couve beneficia o sistema cardiovascular, regulando os níveis de colesterol. O alto teor de fibras se liga com os ácidos biliares no trato gastrointestinal e elimina os compostos a partir do corpo. Esta ação requer a libertação de colesterol armazenada a partir do fígado, o que se converte em ácidos biliares que o corpo necessita para a digestão de gorduras.

Ossos e tecido conjuntivo

Com menos calorias e gordura em comparação aos produtos lácteos, a couve fornece cálcio e outros minerais que ajudam a manter a saúde óssea e articular. O alimento é rico em nutrientes, e também ajuda a manter a cartilagem e as articulações flexíveis.

Disponibilidade

Enquanto numerosos legumes são produzidos somente durante os meses de verão, as opções muitas vezes diminuiem durante o resto do ano. A couve realmente prefere crescer em temperaturas mais baixas, o que significa que sua disponibilidade aumenta em comparação com outras verduras. Couve fresca tem cores de folhas que vão do verde escuro ao vermelho ou roxo. Folhas pequenas garantem um vegetal macio e com um sabor mais suave. É fácil armazenar as verduras na geladeira por até cinco dias em um saco plástico.

Métodos de preparação

Combine couve com outros verdes ao fazer uma salada ou incluir couve picada em smoothies. Pique as verduras e cubra uma pizza ou adicioná-los a qualquer guisado, sopa ou prato cozinhado para um impulso nutricional. Cozinhe o vegetal no vapor por cerca de cinco minutos e use os verdes de um substituto saudável de couve ou espinafre como um prato de acompanhamento. Se desejar um lanche rápido e crocante, tente chips de couve. Basta arrancar as folhas em pedaços de tamanho da mordida, borrifar com azeite de oliva, adicione uma pitada de sal, e levar ao forno até ficar crocante.

 

MS Living Symptom Free. Traduzido livremente. Imagem: Creative Commons.

Explore mais

Clube AME

O poder da soneca na Esclerose Múltipla

Descansar um pouco durante o dia pode ajudar a prevenir a fadiga, que é um dos principais sintomas da esclerose múltipla. Quais são os efeitos disso? Como deve ser praticado?