AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

ENTRE EM CONTATO [email protected]
LIGUE (11) 3181-8266

Novas diretrizes da Academia Americana de Neurologia (AAN) favorecem vacinas regulares, incluindo vacinas contra a gripe, para pacientes com esclerose múltipla

Novas diretrizes da Academia Americana de Neurologia (AAN) favorecem vacinas regulares, incluindo vacinas contra a gripe, para pacientes com esclerose múltipla

Novas diretrizes da Academia Americana de Neurologia (AAN) recomendam que as pessoas com esclerose múltipla (EM) mantenham vacinas regulares, incluindo vacinas anuais contra a gripe, mas não deixe de avaliar com o médico sobre os medicamentos que estão usando.

As diretrizes foram publicadas na revista  Neurology , no relatório ” Resumo das atualizações das diretrizes de prática: infecções evitáveis ​​por vacina e imunização na esclerose múltipla “.

As vacinas funcionam através de uma injeção que contém pequenas quantidades de compostos ou microorganismos inativos ou enfraquecidos que causam doenças. Dessa forma, o sistema imunológico do corpo pode aprender a reconhecer o agente potencialmente prejudicial e combatê-lo com mais eficiência quando encontrado mais tarde, impedindo que a pessoa fique doente.

Como a EM é um distúrbio do sistema imunológico, foram levantadas questões sobre se as vacinas podem ser mais arriscadas ou menos eficazes. Mas as diretrizes recém-propostas sugerem que essas preocupações são injustificadas .

Um subcomitê da AAN conduziu uma revisão sistemática de todas as evidências científicas disponíveis publicadas de 1990 a março de 2018 sobre a segurança e eficácia das vacinas com EM.

“Revisamos todas as evidências disponíveis e, para pessoas com EM, a prevenção de infecções pelo uso de vacinas é uma parte essencial dos cuidados médicos. Pessoas com esclerose múltipla devem se sentir seguras e à vontade para receber as vacinas recomendadas ”, disse Mauricio F. Farez, MD, MPH, em comunicado à imprensa . Farez, neurologista da Instituição FLENI em Buenos Aires, é co-autor das novas diretrizes.

Muitos medicamentos para esclerose múltipla enfraquecem o sistema imunológico; como tal, eles podem tornar algumas vacinas menos eficazes. Portanto, é importante que os pacientes com esclerose múltipla conversem com seus profissionais de saúde sobre as terapias que estão tomando, para que uma decisão informada possa ser tomada.

Idealmente, as vacinas devem ser administradas “pelo menos quatro a seis semanas” antes dos medicamentos, segundo as diretrizes. Mas, mesmo que isso não seja possível, os benefícios potenciais (proteção contra infecções mortais) superam os riscos (quase nulos).

A ressalva principal é para pessoas que estão passando por crises ativas.

“Depois de revisar todas as evidências disponíveis, descobrimos que não há informações suficientes para dizer se a vacinação desencadeia ou piora os surtos de esclerose múltipla”, disse Farez. “Ainda assim, especialistas em EM exortam seus pacientes a adiar o agendamento de suas vacinas se estiverem tendo um surto de EM simplesmente para evitar o potencial de qualquer complicação”.

Uma vez que as crises são tratadas, as vacinas devem ser agendadas.

As novas diretrizes sugerem que os médicos discutam todas as evidências sobre os riscos relacionados à vacinação e explorem as opiniões, preferências e perguntas de um paciente sobre imunizações para estabelecer a estratégia mais adequada para cada pessoa.

Os médicos também são aconselhados a ajudar seus pacientes com EM a seguir todos os padrões locais de vacina, incluindo a vacina contra a gripe anual, exceto se houver uma contra indicação específica, como tratamento ativo com agentes imunossupressores ou imunomoduladores. Os médicos devem “recomendar contra o uso de vacinas vivas atenuadas” em pacientes com EM que usam essas terapias, segundo as diretrizes.

 

Fonte: Multiple Sclerosis News Today

Traduzido e adaptado – Redação AME: http://bit.ly/2luySO2O

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *