AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Drogas anti-psicóticas podem ser usadas no estudo da EM

Drogas anti-psicóticas podem ser usadas no estudo da EM

Pesquisadores da Nova Zelândia deram o sinal verde para novos tratamentos experimentais em pacientes com esclerose múltipla usando drogas anti-psicóticas.

Os pesquisadores da Universidade de Victoria acreditam serem capazes de reduzir os sintomas desta doença debilitante utilizando medicamentos comumente prescritos.

Dizem que uma dosagem mais baixa de clozapina e risperidona, usadas para o tratamento da depressão e da esquizofrenia, podem ser utilizadas para tratar a esclerose múltipla.

Dr. Laura Green, pesquisadora da Victoria University, afirma que o estudo mostra como o uso de drogas pode reduzir a inflamação e até mesmo parar a inflamação.

Dr Anne La Flamme diz que, enquanto há medicamentos para pessoas que sofrem recaídas, não existe nada para aqueles cuja condição é progressiva.

"É um caminho diferente, uma forma diferente que eles estão tratando a EM, da mesma maneira como seria o tratamento da esquizofrenia", diz ela.

"Sermos capazes de fazer algo que posa beneficiá-los diretamente é inestimável."

Nota: A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença inflamatória das células nervosas do cérebro e da medula espinhal e afeta 3.000 de neozelandeses. Alguns dos sintomas da esclerose múltipla são visão turva e dor crônica.

 

ONE News. Traduzido livremente. Imagem: Creative Commons.

ame

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS

Deixe uma resposta