Escolhas Múltiplas

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Recebi o diagnóstico de Esclerose aos 24 anos, no início tinha até medo de falar o nome” Esclerose Múltipla” , quando recebi o diagnóstico achei que minha vida iria acabar, que me tornaria um peso morto, chorei muito até porque o surto que tive havia afetado minha perna esquerda. Quando saí do consultório estava desesperada , mas depois parei para rezar conversar com Deus , refleti e entendi que se eu só chorasse nada iria mudar nem minha vida, nem em meu diagnóstico. Levantei a cabeça, aceitei a “EM” faço o tratamento, as terapias e procuro me cuidar bem, nesta época tive muito apoio e uma vez me disseram uma frase que me ensinou e levo comigo até hoje que é “A vida é feita de escolhas e eu escolhi viver” .

A cada dia que passa eu agradeço à Deus por estar viva, e porque a cada dia que passa me recupero um pouco mais, o dia em que eu consegui sair sozinha na rua e pegar um ônibus fiquei tão feliz por essa conquista quer dizer: sozinha não, em primeiro lugar Deus andando na frente que me da forças para não desistir, e também com à” Cuca” apelido que dei à minha antiga bengala, um saí de casa sem a bengala para ir até um carro de um senhor que vende ovos, comprei andei um pedaço da rua com a bandeja de ovos nas mãos e subi as escadas de casa , pode parecer besteira para quem escuta essa história mas , para mim foi uma felicidade imensa, chorei de novo só que agora de felicidade e agradeci muito a Deus .Acredito que foi nesse momento que eu fiz uma das escolhas mais importantes da minha vida, eu escolhi viver .

É fato no início tinha dias que eu só queria sumir, fugir de tudo e de todos, e as vezes raramente isso ainda acontece mas nesse momento eu paro respiro fundo, e olho para trás e lembro de tudo que eu já passei e superei graças a Deus. Não é fácil conviver com a esclerose diariamente, as limitações que ela pode causar, preconceito e até mesmo com a montanha russa emocional que a EM pode levar o paciente passar, mesmo assim com tudo isso Escolhi Viver Demorei muito tempo para fazer essa escolha, até o momento da real aceitação do meu diagnóstico e admito isso demorou um pouco. Tinha vergonha, medo mas acho isso normal, afinal tinha acabado de começar uma no fase na minha vida e sabia que novos desafios estavam por vir.

Dizem também que tudo na vida vem pra ensinar e posso dizer por mim que isso é verdade, como mudei, aprendi e cresci muito como pessoa depois do meu diagnóstico, ainda tenho muito para aprender sei disso, e quero aprender. E se a vida é feita de escolhas bom Escolhi, e vou continuar escolhendo Viver, sou só uma aprendiz.


Mariana Moreira

Explore mais

Emoções

Hello, meus Raros tudo bem?

por Aline Souza Venho através desse texto compartilhar minhas experiências nos últimos tempos para ter um encaminhamento para o neurologista via SUS. O Sus é

Coronavírus

O caminho de volta

por Suzana Gonçalves Há quase dois anos fomos literalmente surpreendidos pela pandemia, dúvidas no ar… Como nossos corpos com esclerose múltipla irão se  comportar diante