AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Menstruação

Menstruação

A EM é uma doença que é mais prevalente em mulheres do que em outros grupos. Embora não esteja totalmente claro quais os efeitos das alterações hormonais sobre os sintomas neurológicos na EM, há muito que se observou que alguns outros distúrbios, como a epilepsia ou a enxaqueca, são piores antes e durante a menstruação.

Muitas relatam que os sintomas pioram dentro de uma semana após a menstruação

Para ver se há, de fato, uma correlação entre os sintomas neurológicos em mulheres com EM e o ciclo menstrual, os pesquisadores de uma clínica de EM distribuíram um questionário para pacientes do sexo feminino. Das 149 mulheres com esclerose múltipla que responderam ao questionário, 70% relataram que os sintomas da esclerose múltipla pareciam mudar em um período regular do ciclo. A maioria dos que relataram uma mudança indicou que a mudança, geralmente envolvendo um agravamento de seus sintomas, ocorreu dentro de uma semana após o início da menstruação. Fraqueza, desequilíbrio, fadiga e depressão foram os sintomas mais freqüentemente relatados piora. Outros estudos de auto-relato replicaram esses dados. Mais recentemente, estudos de ressonância magnética realizados em mulheres em diferentes momentos do ciclo menstrual indicam que a atividade da doença, medida em ressonância magnética, pode variar de acordo com o ambiente hormonal diferente.

Todas essas descobertas vêm de estudos pequenos, e são necessárias muito mais pesquisas para caracterizar a relação entre a EM e o ciclo menstrual.

Reposição de estrogênio pode ajudar mulheres na pós-menopausa

Outro estudo, baseado em questionários preenchidos por 30 mulheres com EM em uma reunião da EM em Londres, Inglaterra, sugere que a terapia de reposição hormonal (TRH) pode ter um efeito benéfico em mulheres que já passaram pela menopausa. Entre 19 mulheres na pós-menopausa, 54% relataram que seus sintomas pioraram com a menopausa e 75% daqueles que tentaram a TRH disseram ter ajudado a reduzir os sintomas.

Os pesquisadores sugerem que os resultados do pequeno estudo apóiam a possibilidade de que a queda nos níveis de estrogênio que acompanham a menopausa possa ter um efeito adverso no processo da doença. Assim, a TRH pode ter um efeito benéfico nos sintomas da EM. Mais pesquisas são necessárias nesta área, particularmente considerando as recentes descobertas do Women’s Health Study, que os riscos gerais da TRH podem superar os benefícios para todas as mulheres.

Fonte: National Multiple Sclerosis Society

ame

A AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose nasceu do sonho de divulgar a EM e contribuir com a busca de diagnóstico precoce, tratamento adequado e melhora na qualidade de vida dos pacientes, seus amigos e familiares. Somos uma Organização sem Fins Lucrativos que, desde 2012 reúne amigos múltiplos com uma missão de compartilhar informação de qualidade sobre a EM de forma gratuita e acessível.

VER TODOS POSTS