A vida em ciclos

Abri minha janela hoje e vi muitas folhas caindo das árvores. Borboletas alaranjadas voavam aqui e ali. Assisti a esse espetáculo como se nunca tivesse visto nada igual e compreendi o quão sábia é a natureza.

As árvores perdem suas folhas no outono para poderem dar frutos, e depois, na primavera, recuperam todo o seu viço e florescem novamente.

A vida da gente é assim também. Só que não compreendemos isso, por isso sofremos.

Às vezes passamos por perdas e ficamos nos debatendo, sofrendo por elas. Mas se em vez disso compreendermos que elas são necessárias para que possamos frutificar, poderemos voltar a florescer, recuperamos o viço.

Hoje estamos no outono. Amanhã enfrentaremos o inverno rigoroso, frio, sombrio. Mas depois a primavera certamente virá e com ela toda a cor e alegria serão novamente parte da paisagem e em seguida teremos toda a luz e o calor do verão.

A vida é feita de ciclos. Quando um se encerra, outro já está começando e assim sucessivamente.

Precisamos estar prontos para o que vier. Compreensão, aceitação, resignação e atitude para não deixar passar o tempo certo de florir.

‘A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo’.

=======================

Este é um texto “requentado”. Foi publicado em eu antigo e já desativado blog pessoal no outono de 2011.

Resolvi postá-lo aqui por duas razões: gosto muito dele, é simples e traz uma boa reflexão e também porque estamos encerrando mais um ciclo com o final de mais um ano.

Ainda falta um mês para a mudança do calendário, mas como fiz aniversário poucos dias atrás, já me considero “de ano novo”. É assim pra mim todos os anos, ao se aproximar meu aniversário já começo a contabilidade do ano, contabilizando as conquistas, deduzindo as perdas e frustrações e planejando o novo ano.

Encerrando um ciclo e iniciando outro. Sempre.

Bom novo ciclo pra vocês!