E POR FALAR EM FADIGA…

Oi meus queridos amigos.

Hoje o que não sai da minha mente é a fadiga. 
Um assunto já falado muito por todos nós, mas talvez esteja tão em voga agora na minha cabeça, porque estou sofrendo disso nesse exato momento. Nossa companheira Bete fez um post muito bom que aborda a fadiga também: http://www.amigosmultiplos.org.br/post/511/benditos-os-que-mantem-boca-fechada-quando-nao-possuem-nada-bom-dizer
Eu não sei se com vocês ela ataca à tudo. Porque a impressão que tenho é que ela me deixa sem apetite, sem forças musculares, sem disposição para ir ao banheiro. E tomar banho então, pensar em lavar a cabeça, já me cansei.
Até a vontade de cumprir com as atividades que tanto gosto, como canto, teatro e piano, some, desaparece e a minha única vontade é de ficar deitada, de dormir.
Aí me bate aquele desânimo, porque só de imaginar as atividades que tenho para fazer, já fico exausta.
Então agora o que eu faço?
Bem, tenho a sorte de estar afastada da minha maior obrigação, meu trabalho, então hoje por exemplo, descansei o dia inteiro, dormi até tarde e quando acordei a única coisa que fiz foi lavar um pouco de louça. Porque com mais sorte ainda, tenho um marido que além de muito amor cuida muitissino bem de mim então poder fazer qualquer coisa pra ajudar o meu Baby, já me deixa mais animada.
Depois de um carnaval com minhas sobrinhas, um sambão com amigos e um fim de semana cheio de emoções a dita cuja resolveu dar o ar da graça, acho que a fadiga me pegou.
Para vocês terem ideia, hoje precisei ir à aula de piano e troquei o ré pelo cré o tempo todo, até tentei abrir um carro preto que não era meu….affff
Com vocês é assim? Ficam passados de tão exaustos? Eu me sinto fora de órbita, meus neurônios fadigam também. 
Por isso, vou pedir licença a vocês e pedir uma ajuda do Baby, e ele vai contar como é conviver com alguém assim. ( enquanto descanso um pouco):
Olá pessoas, vou falar um pouco sobre a minha impressão de como a Fabi fica fadigada. Sabe quando você chega do trabalho, depois de um dia pesado? A gente chega em casa, toma um banho, descansa um pouco e já está pronto pra outra, com ela é diferente, ela descansa, descansa, descansa e nada de voltar a força, ainda fica com aquela carinha de acabada. Ela dorme e no dia seguinte acorda com os olhos pesados, com olheira e sem forças. A fadiga é muito diferente do cansaço, demora dias para passar e atrapalha tudo, a memória a atenção, deixa tudo mais complicado. Para nós que estamos de fora as vezes podemos confundir com preguiça, falta de vontade, frescura, mas depois de observar por um tempo, acompanhando no dia-a-dia, a gente já percebe logo o que está acontecendo e o mínimo que devemos fazer é compreender e ajudar, desde as tarefas mais simples, que para quem esta fadigada já é muito, até as atividades rotineiras, como por exemplo se trocar, ou secar o cabelo já pioram muito a fadiga. Nessa hora que nossa ajuda é fundamental. Dos sintomas que ela sente, a fadiga é um dos piores e mais constantes, as vezes ela vem sem fazer nenhum esforço, do nada. Nós maridos, esposas, cuidadores temos que prestar muita atenção e ajudar a diminuir essa fadiga, com muito carinho, um bom colinho e muito amor.
Um grande abraço a todos e obrigado pela atenção, espero que tenham gostado da minha participação aqui.
A Fabi está mandando mil beijinhos e logo ela volta sem estar fadigada.
Até a próxima.