A culpa é das estrelas

Hello people! 

 

Hoje usei um título de um livro/filme bastante conhecido para chamar atenção, e porque eu quero falar sobre livros e sobre culpa. 

Semana passada, ao levar uma das minhas meninas numa consulta, por termos um tempinho sobrando, passamos no shopping para dar uma olhada. Só olhada mesmo, porque mesmo que eu tivesse algum dinheiro para gastar, certamente não seria ali onde tudo é mais caro. 

Ao entrar no shopping, me deparei com uma feira de livros, oferecidos com até 70% de desconto. Não sou do tipo que compra livros, porque são caros, mas adoro ler. E sempre que posso, compro algum livrinho para as crianças, para estimular nelas o mesmo amor pela leitura que eu tenho.  

Mas o que vi de cara, foi a coleção dos livros de George R. R. Martin, As crônicas de gelo e fogo dos quais foi inspirada a série Game of Thrones da qual sou fã ardorosa. Por um preço muito bom. Já tinha consultado na internet e vi esses livros à venda por preços variáveis, chegando a custar até 10 vezes mais do que eu estava vendo. PIREI. Postei uma foto na internet falando da oferta. 

Não se passaram muitos minutos até que uma amiga me oferecesse os livros de presente. Fiquei imensamente feliz e aceitei sem pensar duas vezes. 

Aí bateu a culpa! Sério, me senti culpada, como se tivesse cometido um crime, por ter aceito um presente. Em primeiro lugar, porque eu praticamente pedi, depois por não ser algo que eu ou minha família estivéssemos precisando.  A gente tem esse costume de priorizar sempre o bem estar dos filhos, da família e acaba esquecendo da gente.

Não posso me queixar da vida, tenho tudo o que é necessário, tenho até algumas coisas "supérfluas", mas estou longe de poder comprar tudo o que quero. Família grande, eu não posso trabalhar, marido se vira nos 30, então tudo o que podemos ter é fruto de muita dificuldade. 

Depois de muito pensar e analisar a situação, cheguei a conclusão de que estava mesmo sendo besta. A Lisiane, amiga que me deu os livros, é minha amiga desde a infância. Estamos afastadas por conta da necessidade da vida, mas nunca deixamos de ser amigas, crescemos juntas, estudamos juntas, trabalhamos juntas. Depois que vim para o interior nos afastamos fisicamente, mas o carinho sempre se manteve. Que bom que ela pode me fazer um agrado! Que ingrata eu seria se não aceitasse! Os livros não são um item "necessário", mas irão me fazer feliz. E levando em conta a dificuldade que tenho para ler hoje em dia, irão me distrair por muito tempo! 

Não sei porque essa mania de sentir culpa por tudo, de pedir desculpas ao mundo por existir. Mas ainda vou aprender a me livrar disso.  

E agradeço imensamente à vida, por ter amigas que querem me ajudar ou simplesmente me agradar com um presente! Acho que eu mereço!