AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Visão Geral

Em: Esclerose Múltipla em Números

“Esclerose Múltipla” vem do Latim “sclere” que significa cicatriz – mais conhecida como placas ou lesões – que se formam no cérebro e no sistema nervoso.

 

Sintomas da Esclerose Múltipla

Os sintomas que normalmente fazem com que alguém visite seu médico antes de um diagnóstico de Esclerose Múltipla variam:

  • 39% Motores;
  • 40% Sensoriais;
  • 30% Fadiga;
  • 30% Visuais.

Outros Sintomas Variam:

  • 24% Equilíbrio;
  • 20% Sexuais;
  • 17% Urinário;
  • 15% Dor;
  • 10% Cognitivos.

 

Quem tem Esclerose Múltipla?

2,5 Milhões de Pessoas no Mundo

Mundialmente a EM afeta 2,5 milhões de pessoas, apesar de as taxas variarem nas diferentes regiões e entre populações diferentes.

A EM é mais comum em pessoas que vivem em regiões mais distantes do equador, ainda que existam exceções.

  • Duas vezes mais mulheres do que homens tem EM. 
  • Em média e EM é diagnosticada aos 30 anos.

O que causa a EM?

A causa exata da EM ainda é desconhecida. Uma reação anormal do sistema imunológico do corpo provavelmente desempenha um importante papel no processo que danifica o sistema nervoso central.

Diagnóstico

Em 85% dos casos a EM é diagnosticada depois de uma Síndrome Clinicamente Isolada (CIS). Isso significa que os sintomas aparecem em um episódio único ao longo de vários dias.

Tipos de EM:

O curso exato da EM é tão individual quanto cada um que tem, mas aqui seguem três tipos da doença:

  • 85% EMRR: EM Remitente Recorrente – Recaídas imprevisíveis que podem ou não resultar em sequelas. (80% das pessoas com EMRR vão desenvolver EMSP)
  • 5% EMSP: EM Secundária Progressiva – Recaídas imprevisíveis e iniciais, eventualmente acompanhadas de aumento de incapacidade.
  • 10% EMPP: EM Primária Progressiva – Aumento constante da incapacidade sem recaídas.