AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

LIGUE (11) 3181-8266

Dificuldade em Andar

A dificuldade em andar – também conhecida como problemas na marcha – está entre as limitações de mobilidade mais comuns na EM. As dificuldades de locomoção estão relacionadas a vários fatores:

  • Espasticidade : A rigidez muscular ou a espasticidade podem interferir na marcha. Exercícios de alongamento e medicamentos antiespásticos, são geralmente eficazes no tratamento desse sintoma.
  • Equilíbrio : Os problemas de equilíbrio geralmente resultam em um tipo de marcha balançando e “bêbado”, conhecido como ataxia. Pessoas com ataxia grave geralmente se beneficiam do uso de um dispositivo de auxílio. Espasticidade ou fadiga podem afetar indiretamente o equilíbrio.
  • Déficit sensorial : Algumas pessoas com EM têm uma dormência tão grave em seus pés que não conseguem sentir o chão ou saber aonde estão seus pés. Isto é referido como uma ataxia sensorial.
  • Fadiga : Muitas pessoas experimentarão problemas aumentados de marcha quando a fadiga aumenta
  • Fraqueza : A fraqueza muscular pode causar problemas como pé caído (arrastando), “salto” (uma técnica compensatória que envolve levantar o calcanhar na perna mais forte para facilitar o balanço da perna mais fraca), caminhar pelo quadril, tronco magro ou circundação (perna balançando para o lado). Fraqueza em ambas as pernas é conhecida como paraparesia; fraqueza em apenas uma perna é chamada monoparesia. Fraqueza muitas vezes pode ser compensada com o uso de exercícios adequados e dispositivos de apoio, incluindo muletas, bengalas ou andadores.

Estratégias de tratamento e autogestão

A maioria dos problemas da marcha pode ser ajudada, até certo ponto, pela fisioterapia, pelo uso de dispositivos auxiliares apropriados e, em alguns casos, medicamentos para espasticidade, fadiga e velocidade da marcha.
Um fisioterapeuta pode sugerir exercícios ou treinamento de marcha, como exercícios vestibulares – projetados para induzir breves períodos de perda de equilíbrio. Esses exercícios ajudam você a aprender a se adaptar. Os exercícios podem incluir movimentos do olho ou da cabeça, distorção ou eliminação da entrada visual e mudança ou movimentação de superfícies de sustentação de peso.

Se você está tendo dificuldade para caminhar, fale com seu médico. A prevenção de quedas é importante para a sua mobilidade, independência e segurança. Para reduzir o risco de queda:

  • Use sapatos seguros e de salto baixo.
  • Seja consciente de onde você está andando. Por exemplo, fique longe de um chão recém lavado.
  • Deixe sua casa segura. Mantenha as áreas onde você anda claras. Mova os cabos elétricos e os fios telefônicos para fora do caminho. Abaixe os tapetes soltos ou remova-os. Aplique tiras anti-derrapantes para azulejos e pisos de madeira.

Fonte: National MS Society

 E por falar em dificuldade em andar…

Memórias de um Esclerosado – Página 38

Ler Mais

Memórias de um Esclerosado – Página 33

Ler Mais

Memórias de um Esclerosado – Página 32

Ler Mais

Genoveva

Oi gente! Hoje quero contar-lhes sobre minha mais nova amiga: a Genoveva, Gê para os íntimos. Genoveva é o nome que eu escolhi para a minha bengala. Depois de muito refletir sobre a real necessidade dela, me rendi a essa nova amizade. Eu caminho bem sem apoio, não necessito da

Ler Mais