Como eu cheguei aqui.

00 . . 0000   /  Qualidade de vida

Foi por causa da esclerose, aliás por várias delas que esta história começou. Eu diria que principalmente pelas escleroses sociais, aquelas que nos levam pra lugares aparentemente não muito bons, mas que no fim são as que nos fazem aprender tudo o que a gente busca e quase sempre, esquece de procurar.

Graças a elas, que aprendi a me relacionar com meu corpo de uma forma mais consciente, a estar presente dentro de mim mesma e de cada momento que me cerca. Nada como estar presente. 

Através da entrega, conheci a disciplina que me fez compreender as verdades dos meus medos.

Entendi como, me alimentar para eficientemente nutrir meu corpo, a me adaptar à modalidades de esportes que eu nunca imaginei antes ter capacidade e condições para, conheci a Yôga que me ensinou a fazer boas escolhas e a entender o tempo de outra forma.

Dentre muitos ensinamentos que tive nesses 11 anos convivendo com o diagnóstico, o que considero vital para que hoje eu consiga manter minha estabilidade, é olhar para os lados com os olhos do coração. Hoje, eu escolho compartilhar.

E foi porque a esclerose existiu, que recebi acredito, a maior oportunidade de desenvolvimento pessoal da minha vida.

Aqui vamos conversar sobre cuidados sinceros com o nosso corpo, múltiplas escolhas, múltiplas consequências. Sobre meu assunto favorito no mundo: comidinhas e tudo que nos nutre.

Vamos falar sobre disciplina, força de entrega, medos. Sobre relacionamentos sinceros, amigos por perto. Sobre melhores escolhas, rotinas diárias, como literalmente inspirar e expirar uma nova realidade de vida. Bem vindos ao pequeno gigante universo que ganhei de presente da vida, com carinho, Paula.

mail link