Remédio para EMPP é aprovado nos EUA

04 . Abr . 2017   /  Saúde

A FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos aprovou na terça-feira (28 de março) o medicamento Ocrevus para a esclerose múltipla, do farmacêutica Roche.  

O fármaco infusível, conhecido quimicamente como ocrelizumab, é o primeiro medicamento aprovado pelos EUA para a forma primária progressiva da doença neurológica (EMPP). Também é aprovado, nos EUA para tratar a EMRR (remitente recorrente).

Ocrevus, é um remédio imunossupressor que reduz o ataque do sistema imunológico aos neurônios do próprio corpo e é a grande esperança de tratamento para a EMPP no mundo todo, uma vez que ainda não existe nenhum medicamento para EMPP.

A droga ainda não foi aprovada para uso no Brasil. No entanto, a aprovação pela FDA é um grande passo para o pedido e aprovação da droga em nosso país.

Para aprovação em nosso país, a Roche do Brasil deve entrar com um pedido. Em nota à AME, a Roche declarou que

"A Roche está trabalhando fortemente para cumprir com o nosso objetivo em submeter os documentos de registro do medicamento para EM junto à Agência Regulatoria,  de forma ética, sustentável e dentro das normas da legislação brasileira. Entendemos a  importância das necessidades dos pacientes com EM e tão logo tenhamos mais informações quanto a isso entraremos em contato com mais detalhes."

 Aqui na AME, estamos de olho na evolução do Ocrevus desde suas pesquisas até os principais resultados, apresentados em 2016 no ECTRIMS:

- O que você precisa saber sobre o uso do ocrelizumabe para EM 

- Estudo de Fase II do Ocrelizumabe mostra redução de atividade da doença

- Primeiro tratamento eficaz para EMPP

E agora esperamos por sua liberação no Brasil também!

 

Fonte: Redação AME - Amigos Múltiplos pela Esclerose

Tags: esclerose múltipla , ocrelizuabe , ocrevus , primária , progressiva

mail link